Arquivo mensal: janeiro 2015

Sinfonia de cobras e lagartos

Meus amigos e demais mentecaptos de plantão que hão de vociferar contra moi! Eis a verdade nua e crua doa a quem doer: Somente os subdesenvolvidos e desconhecedores da verdade por de trás dos panos se chocam com minhas palavras!

Sim, senhoras e senhores e demais acólitos ignaros dessa plebe rude e obsoleta que aderiu aos cínicos apelos do marketing de João Santana e de todo marxismo heterodoxo desvairado em suas vidas repletas de ócio, desgaste hepático e profanação das vias anais. São todos eles parte dum imperioso mundo idiótico dos quais não sentem a menor vergonha, e nem sequer usam uma folha de parreira para ocultar o desbunde com suas convicções lastreadas pelas barbas de falsos profetas socialistas que escadalizaram o povo omisso até hoje. Povo que está refém de bichas e maconheiros, alcoviteiros e empreiteiros, madames e mendigos socializados pelo Estado canastrão que lhes abaixa as calças e introduz com toda desfaçatez eleitoral e xaveco fiscal um pica digna de afro-descendente para ser politicamente correto…

Sem dúvida eles não são os únicos que profanam a moral e bons costumes e levantam falsos testemunhos uns contra os outros, e trilham o caminho da corrupção moral e intelectual. Afinal, o mundo está cheio disso até nos círculos mais próximos de nosso convívio pessoal infelizmente.

Ora bolas do meu saco, essa semana mesmo, fui eu, de forma inequívoca e comprovada, alvo de cinismo de cobras e lagartos camuflados em peles de cordeiros que premeditadamente resolveram destilar seu veneno nas encruzilhadas virtuais, na calada da noite, às escondidas contra este que vos escreve e uns contra os outros. A começar por uma mulher que não se vexa de seus arroubos repletos de lascívia, e que apesar disso, acha que todos os homens do mundo tal como Lobo Neves devem achar que ela é digna de qualidades sólidas e finas duma amável, austera e elegante de sua Virgilia, quando na verdade já teve mais de meia dúzia de Brás Cubas no seu leito de alcova, embora a contabilidade e caixa dois da mesma diga que nem chega a uma trinca.

Além desta, há outra, ainda mais indecorosa, que enfurnada em seus domínios passou semanas forjando tramas dignas de Primo Basílio por certamente ter recebido a pombagira de Juliana, isto é, daquela mulher vil e traiçoeira cheia da amargura gerada pelo tédio que vive em seu lar e profissão. Porém, apesar de não ser, virgem, nem solteirona, ou até mesmo bastarda, a mulher demonstrou ser uma inconformada com sua situação precária e por isso dizem que a mesma odeia a tudo e a todos,mas faz de conta que ama a cada um que odeia, principalmente àqueles que discordam da mesma por qualquer trivialidade ou coisa errônea que a mesma incentive, pois tornou-se evidente que a vil mulher não possui qualquer sentimento de fundo moral mais elevado. Versa-se que a mesma arrumou confusão entre pares e pares, fez e desfez alianças, contaminou até mesmo a si própria com o néctar das jararacas, ou daquela que acusava ser amante daquele a quem taxou de charlatão aproveitador. Pasmem senhoras e senhores, a mulher ainda se disse vítima quando ela mesma intentou contra a própria prole em falatório desenfreado…

Há ainda uma terceira, a qual resolveu declarar seu ódio contra a minha pessoa esta semana, e essa infeliz fez duma tal forma que me chamou a atenção. Depois de fofocar por semanas sobre a vida alheia o suficiente para vangloria-se como sendo a rainha da cocada preta regada a brindes de meninotes seduzidos pela mesma desde tenra idade, e – segundo versam os boatos municipais – do quais se aproveitou, e que segundo a tradição policialesca haveria de constar nos autos ou inquéritos caso fosse um homem e não uma mulher que fornica com seus pupilos, mas, entretanto, todavia, porém, a mesma resolveu mentir que esteve em renomada cidade e quando questionada se conhecia uma confeitaria naquela localidade disparou seu bacamarte de impropérios e descalabros defendendo um de seus amantes de outrora nos tempos colegiais com toda sorte de tacapes e pedras nas mãos e destilou seu veneno beiço a fora.

Mas ante a isso todos podem se questionar: Como é que o velho Alonso sabe disso? Ah meus caros, em verdade vos digo, fontes fidedignas me confirmaram isso com detalhes tão sórdidos que faria até o mais rocambolesco desavergonhado boêmio ruborizar-se de vergonha alheia.

Não longe destas najas e serpentes, cobras caninanas e víboras peçonhentas, ainda há mais um que merece tamanho destaque por sua aptidão para o vitimismo.  O sujeito ora em análise é aquele que segue a filosofia do “Tem buraco tô dentro!”. Sim meus caros é o predador sexual supremo. Diria Luiz Carlos Aborghetti, antropólogo e psicanalista sexual que o indivíduo é resumidamente um indivíduo dessa classe: “Geme igual uma menininha quando tá com homem e geme igual homem quando tá com mulher”. Este que não têm quaisquer restrições de qualquer espécie em termos de sexualidade, entorpecentes e derivados etílicos. Assim sendo, como poderia eu não estar cercado de cobras e lagartos por todos os lados?

Nisso, eis que vem a confirmação medonha e dantesca: Todos estes, apunhalam uns aos outros pelas costas, em falácias, fofocas e mentiras. Eis o enredo pernicioso e inglório: A primeira diz que este último está dando em cima dela por ciúme deste que vos escreve, e por fim o que fica-se sabendo  que o mesmo era o predileto tanto da terceira quanto da segunda cobra em conversas regadas a bebidas e carícias nas partes íntimas seja aqui ou acolá no mundo fora das redes sociais e outros meios de comunicação que permitem a devassidão sexual desaforada e eufórica. Eu mesmo não contava com tamanha libertinagem dentro e fora das redes sociais.

Fiquei chocado em saber de tantas coisas perniciosas e ingloriosas que se eu tivesse feito alguma deles iria de imediato – após tê-las levado a cabo – confessar-me e pedir perdão pelos graves pecados ora cometidos, mesmo embora isso não seja do meu feitio! Já  que eu não sou nenhum exemplo de santidade, também fiquei absorto ao saber que todos os citados estavam tramando em segredo vodoos, sortilégios e feitiçarias contra mim. Sim isto mesmo!  Todos estes libertinos tramam vingança e fofocam sobre mim e amarram meu nome e renome na boca de sapos e dentre velas pretas com farofa na tentativa de me colocarem em apuros.

Para fechar o pacote de maldades, essa quadrilha afrontosa reuniu-se como carunchos ao meu redor dizendo que não aprovavam a conduta um do outro, ou seja, a cada dia ouvi e vi um a um mentindo e fofocando em face deste e daquele e poderia aqui printar todas as provas e comprovar cabalmente o que tenho dito, mas não farei isso, não farei, pois eu não compactuo da fofoca alheia, e além do mais, como diria o rei Roberto: Se chorei , ou se sorri,o importante é que emoções eu vivi…

E tenho dito!

Anúncios

O petróleo não é nosso, é do PT e base aliada…

Eu já vi maracutaias contábeis e fiscais das mais variadas, com todos os graus de má fé possíveis por parte de empresários que fazem caixa dois, que sonegam tributos e que querem dilapidar a empresa em detrimento do sócio bonzinho e honesto.

Mas o que a Petrobrás fez ontem chega a ser afrontoso aos contadores mais enganadores do planeta, os quais alteram livros para maquiar contas de ativos e passivos visando o enriquecimento ilícito de forma mais hábil e diria até mais profissional…

Evidentemente que os números do balanço da Petrobras divulgados ontem são falsos e obra duma contabilidade patrimonial fantasiosa, pelo simples fato de excluírem as perdas investigadas e já reveladas pela Operação Lava Jato. Em suma o balanço é a cara da Graça Foster: feio e mentiroso.

Os números divulgados pela Petrobras são a prova cabal que no Brasil político não sabe administrar nem uma lojinha de R$1,99 na sua vida privada.
Numa empresa cujo lucro caiu 38% de um ano para o outro, isto é,  de R$ 4,959 bilhões para R$ 3,087 bilhões o mínimo a se fazer era demitir o CEO da empresa por justa causa.  Fora isso o endividamento da Petro está na faixa de R$ 331 bilhões, e isso são números do segundo semestre do ano passado. Outro fator da contabilidade mirabolante é o indicador dívida-ebitda,  o qual subiu de 3,92 no segundo trimestre para 4,63 no terceiro trimestre, ou seja, quase o dobro do que está previsto nos Planos de Negócios divulgados anteriormente .
O efeito grotesco disso foi que as ações da Petro derreteram clamorosos 12% e a imprensa econômica internacional enxovalhou em cima de todos os fatos que estão ligados ao atual cenário de podridão no comando da estatal.

Enquanto isso Dilma permanece no poder e seus asseclas faturam cada vez mais em cima do povo omisso que não toma as ruas para pedir a sua cabeça diante de tantos desmandos e  falcatruas.

Charge-08-09-2014

Dilma 2015 será um deja vu de 2014?

Quem sabe os esquerdistas insalubres mentais só irão se arrepender quando no Youtube do Brasil só tiver discursos da Dilma e funk no seu conteúdo…

No Brasil uma vez eleito, o Presidente raramente se julga no dever de explicar à Nação a situação do país, salvo quando tem a ganhar.

Ano passado foi assim:

Em janeiro o governo prometia um superávit de 116,1 bilhões de reais.

Em agosto, o superávit previsto já estava em 80,8 bilhões de reais.

Em setembro, criou-se a possibilidade de diminuir o superávit para 49,1 bilhões de reais.

Em dezembro, atropelando o Congresso Nacional, Dilma Rousseff reduziu o superávit para 10 bilhões de reais.

Resultado final 2014: déficit de 17,2 bilhões de reais.

Como podem os petistas fechar os olhos para esse discurso insultuoso à racionalidade e probidade administrativa? Simples: o fanatismo político do PT e da esquerda brasileira cega e torna seus militantes incautos em bonecos de ventríloquos partidários. Isso é uma amostra do que a falta de bom senso, civismo e imparcialidade dentre outras coisas faz com seres humanos com baixa ou nenhuma percepção da realidade.

Há sinais claros de que a chefe de Estado brasileiro não dispõe de plano de governo nem mesmo de pessoas minimamente lúcidas e compromissadas com o interesse público para aconselhá-la em situações de crise. Dilma nomeou ministros que a fizeram refém e isto é, nada mais nada menos, que fruto duma prática política indecorosa dum país que se julga pretensiosamente ainda democrático e com avanços significativos nessa seara.

Não nos iludamos, pois o voto de cabresto, coronelismo e conluio escuso de políticos por cargos e verbas está cada vez mais se tornando uma instituição pública nacional ante uma população omissa e que não se mobiliza como deveria para extirpar esse malfazejo político eivado de corrupção até os ossos.

Quando um ex-membro do governo Dilma se reúne com uma centena de militantes e diz claramente que: “Eles querem nos levar para as barras dos tribunais” – num discurso que defende José Dirceu e no qual ainda acusa a Operação Lava Jato de ser uma mera artimanha oposicionista para impedir a candidatura de Lula em 2018 nos vemos diante duma quadrilha bem formada e com lideranças evidentes. Gilberto Carvalho ao dizer isso distorce a verdade e faz brotar na mente mirabolante da militância repulsa pelo Poder Judiciário brasileiro justamente quando há sinais claros que a corrupção está começando a ser punida no Brasil.

Diante dos fatos ora citados vemos que a decadência econômica, política e da moralidade pública brasileira se encontra no ponto mais baixo e fatídico de toda história.

Demonizando a classe média paulista às custas da mesma

Já versava algum grande mestre da antiguidade: “Para conseguir sua maturidade o homem necessita de um certo equilíbrio entre estas três coisas: talento, educação e experiência”.

Toda vez que vejo uma foto de Marilena Chauí ou leio ou escuto algo da lavra da mesma fico dez dias sem ter ereção tamanha é assombração que essa pseudo-intelectual deletéria consegue manifestar sobre esse pobre diabo…

Aquele discursinho batido de ranço contra a classe média paulista tendo como pano de fundo uma prefiguração teórica marxista de ideologia de classes é algo que beira a demência, mas que para universitários com minhoca na cabeça e adeptos de Marx, e acreditem se quiser, ao mesmo tempo adeptos de carteirinha de Nietzsche, é algo tão sem pé nem cabeça que é realmente assombroso.

O engraçado é que dona Chauí na sua ideologia sobre o sujeito da bastarda classe média paulista traduz necessariamente os interesses da classe a que ela mesma pertence em demonizar esta ou aquela classe e gerar a luta de classes por pura desfaçatez intelectual. Ou é isso ou ela está livre de alguma codificação social e não pertence a nenhuma classe social ou local de forma milagrosa? É risível que uma mulher com setenta anos nas costas por pura intolerância social oriunda de fanatismo por piadas de mal gosto e falta de gabarito intelectual passe os seus dias teorizando sobre a classe média paulista com veneno escorrendo pelo canto dos beiços moles visando apenas com isso tornar-se uma espécie de procuradora dos pés rapados vadios de toda sorte, a começar pela própria platéia universitária amaconhada e indolente que a aplaude nos seus descalabros contra a classe média paulista ora fascista ora burguesa e tantos outros abjetos adjetivos proferidos pelos seus macaquinhos adestrados vestidos com camisetas do Che.

Parece evidente que não exista vínculo entre a ideologia e a condição social do indivíduo, portanto, não haveria ideologia de classe. Isto é,  toda essa conversa fiada de Marilena Chauí é obviamente  uma a ideologia pessoal que cada um atribui à classe com a qual simpatiza ou odeia. Em primeiro lugar cria-se uma série postulados de como a classe social ideal deve ser, agir e pensar como bem manda o figurino marxista que quer tornar todos manada, e por isso mesmo tal conteúdo deveria ser objeto de objeção dos supostos seguidores de Nietzsche que odeiam toda sorte de moral de rebanho, pois no fundo é isso que o marxismo e socialismo faz na prática com os indivíduos que apoiam essa ideologia arrebanhadora de séquitos.

A seguir, depois de criar abstracionalmente a classe social dos sonhos com toda sorte e desmedidas de delírios sócio-políticos e econômicos, basta por mera inversão de valores e fantasia intelectual e moral, criticar toda e qualquer classe que não se encaixe na tão sonhada classe social perfeita e tão moderna e adequada aos interesses do Estado e com isso temos a sociedade planificada por teólogos de São Marx.

Assim sendo, teoria de Marilena Chauí sobre a classe média paulista é demolida e só faz a cabeça de quem não tem estudo, talento e experiência com versava logo no começo… Todavia, a velha pseudo-filosofa já se deformou tanta gente desavisada com essa ideologia barata e sem nexo com a realidade e já incentivou tanto a odiarem a classe média que todos nós esperamos sinceramente do fundo do nosso coração que estes seguidores dessa senhora logo estejam na classe alta ou permaneçam na casta mais baixa como sinal de fidelidade aos preceitos de sua mestra que é segundo estes mesmos seguidores um patrimônio da humanidade apesar de sobretudo, em que pese os fatos, ter sido sustentada anos pelo dinheiro do contribuinte classe média paulista recebendo gordos salários de quem odeia. Ou seja, a bem da verdade, a dona Marilena cuspiu no prato que comeu a vida toda….

Creme de la creme de Barretos inaugura seu novo toalete em breve

Em breve será inaugurado em Barretos o novo toalete na residência da renomada artista plástica local Madame Marise Muniz, também conhecida como MMM,  famosa por expor suas obras em inúmeros eventos, nos quais nata da sociedade municipal prestigia e aclama o talento e bom gosto artístico de Marise.

banheiro-luxo

Sem dúvida a fase de Marise é positiva e promissora. Atualmente ela anda nadando num mar de rosas em sua vida profissional, familiar e amorosa em total harmonia com as conjunções celestes que emanam excelentes vibrações para a mesma que se confessou também adepta de I-Ching e disse meditar todos os dias para manter sua paz interior intacta.

O mais novo projeto de Marise ainda está em segredo, mas ela revelou que pretende dedicar-se a um grandioso empreendimento nesse ano em Barretos que irá causar grande impacto no setor de urbanismo e arquitetura da cidade.

Para Marise nossos votos de sucesso em 2015!

Nota de esclarecimento

Gostaria de corrigir um erro cometido no post “Foucault é a mãe!”. Ontem na calada da noite a assessoria de imprensa do famigerado pseudo-intelectual e poser de São Pedro do Sul, informou que o notável Claudio Homrich, ora aclamado por uma pedagoga local como grande pensador municipal daquela paragem acerca de inúmeros assuntos; não é sustentado pelo próprio papai bacana, mas sim que é bancário da Caixa Econômica Federal e que banca por si próprio os próprios vícios nocivos a idoneidade moral e mental há cerca de alguns anos.

Fico feliz de reconhecer que o garotinho criado a leite com pera evoluiu e já tem economia própria e banca suas próprias gandaias, bebederias e outras extravagâncias que não convém mencionar para não escandalizar os munícipes mais conservadores que detém hábitos sexuais convencionais. Fico ainda feliz em saber e ter a honra de informar que o ícone intelectual de São Pedro do Sul estará em breve, creio que nesse final semana, dando uma conferência de filosofia em algum bar, boteco ou bolicho da cidade, restando apenas confirmar o local.

Segundo consta o nobre pseudo-intelectual gaúcho irá dar o ar da graça de suas madeixas em algum estabelecimento etílico da cidade na companhia de seus seguidores dos quais eu destacaria figuras com passagem policial por desacato a autoridade, calúnia e difamação, rixa e lesão corporal dentre outros tipos penais mais severos os quais prefiro não comentar devido ser fiel adepto do princípio da presunção de inocência até o transito em julgado dos processos crime ora em decurso nos quais estes figuram como réus.

Aproveito essa nota e reitero os meus sinceros votos de progresso ao município de São Pedro do Sul, confiando na capacidade de seus ilustres moradores e na boa índole de sua sociedade dos quais se destaca o pequenino Claudinho que honra a memória de Crescêncio José Pereira.

A tara fiscal de Dilma: A cafetona de Joaquim Levy

Eu estava aqui juntando os fatos e cheguei à seguinte conclusão óbvia e ululante: Joaquim Levy é a nova garota de programa do PT e os proxenetas são Dilma e Mercadante…

Vou explicar…
Aquela reunião emergencial de Joaquim Levy, Nelson Barbosa, Aloizio Mercadante e Dilma só poderia dar nisso mesmo: Aumento na carga tributária com ares de tara fiscal. Isto é, é o governo de pau duro enfiando na bunda do povo a sua pica via impostos.

Aumento do IOF para operações de crédito ao consumidor, aumento da taxação (incluindo CIDE) sobre os combustíveis, aumento de alíquotas de importação e aumento do IPI no setor de cosméticos (sim cosméticos minhas queridas). Tudo para arrecadar 20 bilhões de reais e tentar fechar as contas do governo sob o pretexto de combater a inflação e recuperar a credibilidade do Brasil junto aos investidores.

Ora, bolas do meu saco…Quem é que acredita que isso é a solução?

Os dados sobre a inflação persistem, e persistem com vigor, e pior, persistem para cima com pressão dos preços nos alimentos, e enquanto isso no resto do mundo inflação cai. Isso destrói perspectivas de investimentos no Brasil. Empresário só investe se tem demanda. Então ter a taxa de juros no nível correta ela não justifica-se por si só se a economia de demanda estiver estacionada e atravancada. Assim a coisa não funciona jamais em economia alguma. Nem na Grécia nem na China.

A atividade já vinha desacelerando no Brasil há vários meses por falta de confiança e essas novas medidas do governo não recuperaram a credibilidade ainda. Estão punindo o povo por falta de acertos na economia há tempos e isso pelo visto irá continuar até alguém deter a Dilma de dar pitacos na economia. A corda está esticada demais…

um povo que vota nas coxas toma na bunda
Dilma simplesmente está fazendo rigorosamente tudo o que disse que não iria fazer durante as eleições comprovando assim o seu estelionato eleitoral. Joaquim Levy com aquela cara de nerd de meia idade parece mais tucano adestrado e um Pinóquio manipulado por sua chefona que anda sumida. Joaquim Levy e Nelson Barbosa seguem ordens da presidente à risca como dois recrutas mocorongos seguem ordens dum sargentão do Tiro de Guerra do interior. Pior ainda, só servem de fachada, pois quem está dando as cartas mesmo na economia com essas medidas nada benevolentes parece ser ao que tudo indica o bigodão do Aloizio Mercadante. Se fosse Levy quem tivesse dando as cartas mesmo ele passaria a foice e o martelo nos gastos do governo mais perdulário da história da República. Nem Collor com Zélia Cardoso de Mello seriam tão nefastos numa hora dessas. Nem FHC seria tão malabarista diante duma tragédia econômica pré-anunciada.

Cuide da sua própria vida!

A nossa vida não é uma história contada por um idiota, cheia de enganos e desenganos, e desprovida de significado. É o facebook que é assim e transforma a vida de milhares de perfis num amontoado de fatos sem conexão com a verdade e realidade na maioria dos casos. A questão que fica é que vida das pessoas contadas no facebook são as mesmas que elas tem no mundo extra facebook? Ou será tudo um conto de fadas verídico digno de novela global?

A primeira reação previsível e normal que uma pessoa tem sobre si mesma e sobre a vida que ela possui é que uma vida normal e medíocre como tantas outras, mas basta que ela veja alguém – seja na rede-social ou na vida real – se dando bem, com o pacote completo da felicidade que ela se sente tocada pela inveja ou algum sentimento depressivo. Parece-me natural que pessoas sintam auto piedade de si mesmas como se fossem as vítimas de um mundo desigual e pavorosamente desonesto e não façam nada para evitar isso. Chega um ponto que reclamar da vida se torna clichê e comparar a sua vida com a vida alheia se torna uma espécie de patologia. Até eu, que tenho uma vida extremamente agradável se não posso evitar essas reclamações clichês, mas nunca fiquei comparando a minha vidinha cheia de tantas coisas comuns a todos com a vida dos mais ou menos afortunados. Isso é pura autocomiseração doentia ao meu entender.

Confesso que nunca dei a mínima para quem se sente depressivo ou inveja ou até julga a vida alheia, porém de uns tempos para cá devido uma série de intrigas dentro e fora das redes-sociais envolvendo alguns amigos fiquei refletindo sobre o que realmente leva as pessoas a isso e não cheguei a conclusão alguma até agora. Ou cheguei a conclusões aproximadas duma possível verdade…

Ainda assim, digo – e repito: A nossa vida não é uma história contada por um idiota, cheia de enganos e desenganos, e desprovida de significado… Não precisa ser uma sumidade da psicanálise para provar isso ou contrário disso ou qualquer espécie de especialista para opinar sobre isso com alguma autoridade. De igual modo, como quase ninguém segue mesmo o palpite ou conselho alheio sobre a vida alheia, ninguém deveria se sentir oprimido ou intrigado com a vida do seu próximo em comparação a sua própria vida ou de outrem.

Alguns auto-investidos do dom da verdade sobre tudo e todos reclamam proprietários da verdade sobre a vida alheia e sobre o legado de suas ações inconseqüentes na vida de tantos outros como se aquilo fosse a única versão da realidade e verdade devido seus poderes auto-instituídos não o deixarem mentir sobre aquilo que de fato não conhecem, mas julgam saber.

A grande verdade é que raras são as pessoas que nutrem uma real solidariedade à condição na qual o outro se encontra. Sendo assim cuide da sua própria vida sem deixar que os outros cuidem dela no seu lugar!

Foucault é a mãe!

Nelson Rodrigues tinha razão ao dizer: “De gente burra só quero vaias”.

Na calada da noite de ontem estava conversando com uma garota um tanto conservadora sobre os evolucionistas dizerem que os homens são infiéis por necessidade biológica para que a espécie humana continue. Sim os machos são infiéis por natureza; são pré-concebidos pela mãe natureza com o desejo de fecundar todas as fêmeas possíveis. Explicava isso para a garota para retirar da mente obsoleta dela que eu não passava dum vil galinha mulherengo com síndrome de Don Juan. No meio da explicação fui interrompido por um pseudo-intelectuais sulista de São Pedro do Sul que taxava-me de homossexual enrustido pelo simples fato de ter falado a verdade sobre devasso Michel Foucault. Um tanto pitoresco taxar de gay quem diz algo contra o ídolo gay do mesmo.

Há pessoas que se auto denominam rockeiros, mas em alguns casos são conhecidas como posers, e estes geralmente usam como pretexto gostarem de rock para terem alguma personalidade visto que não possuem aptidão psicológica ou emocional para se tornarem uma pessoa com identidade própria.

O famigerado filhote de rábula Claudio Homrich, ou Claudinho para os mais íntimos, é um desses típicos seres que se encaixam nessa descrição.  Segundo consta ele é sustendo pelo papai bacana o qual banca o garotinho e seus amiguinhos maconheiros por tabela e outras extravagâncias que o rapazola é chegado. Esses dias o garotinho um tanto mimado resolveu arrumar encrencas nas redes sociais e resolveu me amolar no facebook escrevendo cartinhas repetitivas  para me taxar de homossexual enrustido que não deveria ter direito de expressão na democracia devido ao fato de ter discordado da opinião do mesmo sobre o famigerado Michel Foucault seu grande ídolo o qual endossa todas opiniões e hábitos devassos

Eis a verdade que disse que deixou o pseudo-intelectual gaúcho fora de si: Mencionei que Foucault era uma bichona chapada, um drogadão que defendia o uso indiscriminado de drogas e além disso, Foucault também defendia a descriminalização de todo tipo de sexo incluindo: incesto, pedofilia e estupro. Tudo com o objetivo, segundo ele, de suprimir a culpa, e reinventar o corpo e seus prazeres.   Qualquer coisa parecida com Jean Wyllys não é mera coincidência.  Outra coisa que Foucault defendia era o regime do Irã dizendo que o Estado xiita não é uma ordem política repressiva. Mas será que ele sabe disso? Creio que não…

É sabido que há muitos seres sub-pensantes em nossos meios acadêmicos que defendem o “de haut en bas dévergondé” com unhas e dentes, e seguem o mesmo estilo de vida devasso e chapado de seu ídolo por simplesmente serem manipulados por seus docentes e orientadores acadêmicos – os quais escondem ou também desconhecem as vilanices foucaultianas – que simplesmente lavam o cérebro dos seus alunos usando os artimanhas retóricas das mais sortidas dentre as quais se destaca a redução ao absurdo e ad hominen caso você discorde de qualquer dizer sacrossanto de Foucault. Pois bem, esse parece ser o caso dum tal Claudio Homrich. Esse demente ficou defendo Michel Foucault como se tivesse falado mal, ou melhor, a verdade, sobre a mãe dele. Ao mencionar o que é de conhecimento público – que Foucault era viado e drogado – parece que este desavisado tomou pela primeira vez na vida conhecimento que seu ídolo era um queimador de rosca inveterado e que vivia chapado enquanto misturava anarquismo com concepções de Nietzsche em suas aulas politicamente corretas da nova esquerda.

Creio que não seja por acaso que os alunos das universidades aderem tão facilmente ao pensamento de Foucault e se tornem pessoas permissivas que deixam se levar pelo laxismo. Eles idolatram esse tipo de pensamento e aprendem isso com doses maciças de cinismo intelectual nos anos da graduação universitária. Repudiar qualquer forma de tradição filosófica que date mais de duzentos anos é ser intelectual e livre pensador para eles e doa a quem doer. O que vemos na realidade é que grande parte desses são apenas mais uns como tantos outros na multidão ou na manada de adeptos facilmente seduzidos e manipulados por uma intelectualidade vazia do século XX. Vemos repetidas vezes que muitos que ingressam nas faculdades de ciências humanas e são recebidos com saraivadas de relativismo moral, ateísmo, drogas e sexo fácil e ao final do curso estão graduados em falar mal da moral careta da Igreja Católica, que ter relações sexuais com qualquer pessoa por pura necessidade de satisfazer a lascívia é uma conquista cultural e que usar todos os tipos de drogas e defender todas as teses do socialismo anti-capitalista, todas as vertentes do aborto, liberação sexual e das drogas é ser contemporâneo e mente aberta. No final das contas agem todos se fossem filhos de ninguém mais ninguém menos que Michel Foucault. Isto demonstra por si só uma realidade condizente com as nossas faculdades e universidades que não formam pensadores independentes, pelo contrário, são uma linha de fabricação de pseudo-intelectuais e viciados e quiçá de futuros Jean Wyllys que defendem toda sorte de projeto indecoroso da agenda da esquerda.

Foucault louco

Essa crítica não quer dizer que todos os alunos sejam assim tão facilmente manipulados, mas sim que devemos ficar atentos a equívocos causados por essa sua peculiar formação que recebem na graduação universitária e sua inutilidade prática para o avanço do conhecimento em diversos campos. Nesse caso, refiro-me ao constante equívoco quanto à realidade e verdade sobre história da humanidade e do conhecimento e seus valores morais e intelectuais mais elevados. São tantas as distorções que impregnam os cursos, docentes e alunos que muitos já perderam totalmente a percepção que viajam na maionese o tempo todo renutrindo delírios filosóficos gerados em sala de aula. Vemos notoriamente que muitos são meros papagaios, pois são capazes apenas de repetir julgamentos repetidos à exaustão nas faculdades e redes sociais, os quais julgam científicos e racionais, mas que no fundo são sem nenhuma responsabilidade ou autenticidade intelectual e também fruto da indolência acadêmica dos alunos.

Proponho que da próxima vez que os indignados sem causa que me atacaram nesse último episódio, antes de me taxarem disso ou daquilo, ao menos leiam e estudem a obra do autor que defendem com juízo neutro de valores e não influenciados por professores e seus amiguinhos filósofos de boteco. Recomendo que leiam também autores que refutam os mesmos ao invés ocuparem o seu tempo seja na faculdade ou nas redes sociais fazendo o óbvio; que é passar recibo de universitário maconheiro ignorante  que entrou no esqueminha do faz de conta da galera que se acha o máximo da intelectualidade sem ter estudado nada até o presente momento. Do contrário, espero que  sejam trancados em alguma instituição de recuperação de viciados, e só saiam de lá quando  descobrirem que não são donos do mundo e que a  faculdade ou as redes sociais não é  quintal para os seus delírios pseudo-intelectuais…

Agora podem me vaiar à vonté!

O maior pseudo-intelectual brasileiro de todos os tempos

Saudações meus amigos e meus inimigos!

Vamos a primeira sapecada desse blog em 2015! Para variar vamos tirar uma da cara barbada do Paulo Ghiraldelli e demais subespécies do mesmo gênero pseudo-intelectual no sense da laia dele que povoam a internet brasileira tais como: Paulo Kogos, Conde Loppeux, Chico Sofista e outros malabaristas retóricos incultos que são ídolos para pessoas com falência cognitiva.

Como é fato notório e de domínio público o Paulo Ghiraldelli é destacadamente o maior

produtor de falácias e idéias estapafúrdias que subsiste nas redes sociais. Depois de cometer tantos atentados ao bom senso e inúmeras infâmias ele atualmente anda cada vez mais irascível e contundente em suas declarações desmioladas. Paulo Ghiraldelli chegou ao ponto de “olavizar-se” no costumeiro uso de palavrões contra qualquer pessoa que desmascare o mesmo em face de seus mal sucedidos sofismas baratos e desprovidos de verdades.

Vejam o que está no rol de besteiras ditas pelo filósofo de São Paulo que segundo Olavo de Carvalho não é filósofo da Barra Funda nem da Cracolândia e nem do banheiro da casa dele:

– Ghiraldelli afirmou que por longas eras os seres humanos primitivos foram praticantes apenas do sexo anal. A descoberta do sexo “tradicional” foi tardia. Ao longo desse processo seres humanos eram entregues pela cegonha.

– Paulo também afirmou recentemente que todo homem tem o desejo de praticar sexo oral com outro homem antecipando pensamento de Jean Wyllys que disse o mesmo semanas depois acusando o mesmo de plágio

– Uma defesa da pederastia – sob a acusação da demanda por punição sobre ela ser coisa da “direita fascista”.

– Estudantes invadiram sua aula, o acusam, e ele faz vídeo alegando ser super defensor das minorias (a menos que essas minorias discordem dele) – típico da mentalidade histérica da esquerda.

– Ghiraldelli é um praticante do chamado “flood” (diversas postagens imbecis seguidas) em diversos grupos pelo Facebook (prints pululam pela rede) – ou seja, é um praticante contumaz de bobagens via Facebook.

Por essas e outras é que PG merece mais uma vez o troféu ameba do ano 2015 de forma antecipada, devido já ter comprovado ser insuperável no quesito burrice e deturpação da verdade nas redes sociais e por ser o maior pseudo intelectual brasileiro de todos os tempos…