Arquivos do Blog

Eleições 2018: Corruptos x Demagogos

A modinha da “Olavo tem razão” disseminada por gente tapada e emburrecida é feita negando a realidade. Esse tipo de pessoa é tão fanático quanto qualquer comunista marxista castiço por falta de leitura e uso decente do raciocínio lógico. Esse tipo de convicção subserviente a figura de um pseudo-intelectual ou determinado político criou uma cadeia de pessoas idiotizadas por esses charlatões da imprensa e militância de grupos como MBL da mesma foma que o PT conseguiu se infiltrar nas universidades e usar movimentos sociais em favor do fanatismo lulopetista. Hoje isso se atesta ao vermos apoio irrestrito e histérico aos políticos da laia do Dória e Bolsonaro.
 
Ultimamente tenho visto, a empolgação inclusive, liberais e pasmem, até libertários dando apoio a candidatura de Jair Bolsonaro a presidência da republica em 2018. De maneira cega, indivíduos vem sendo facilmente seduzidos por fotos do Bolsonaro tiradas com livros de autores liberais clássicos nas mãos do seu ídolo. Essa é a mesma lógica que leva muitos a crerem que se Dória comeu um pastel da feira sem fazer careta é porque ele ama os pobres. Nada mais risível que crer nisso piamente.
 
A retórica empobrecida de conceitos bem alinhavados e muita das vezes circenses faz com que Bolsonaro trate soluções econômicas do território em que vivemos de maneira profunda como um pires e isto de fato chega a assustar, pois liberais e libertários são famosos por dominar com tamanha maestria a teoria econômica e explicam como poucos o quão ineficiente é o estado planejando de maneira central a alocação de recursos, porém por algum motivo irracional resolveram fazer aliança com político milico conservador que até pouco tempo atrás tinha ideias nacionalistas ultra protecionistas irredutíveis.
 
Mudar de discurso e dizer aceitar conceitos liberais ao ponto de se tornar um político mais palatável economicamente é uma farsa já conhecida na cena eleitoral brasileira. Duda Mendonça colou em Lula esse adesivo do “economicamente viável” e fez banqueiros e empresários aceitarem ele na campanha eleitoral de 2002. Isso fez que até eleitores da classe média, que enxergavam Lula como um sindicalista selvagem comunista e ignorante iletrado ganhasse votos devido essa repentina mudança de formato, mas não de conteúdo. O mesmo estão fazendo agota com Bolsonaro. Quiçá até com Dória, que se fosse profundamente liberal não teria se filiado a um partido social-democrata fabiano.
Esses sujeitos querem fama e poder. Como existe um bando de pessoas manipuláveis em todas as camadas sociais, até mesmo as mais instruídas da sociedade, as quais se julgam acima de qualquer espécie de doutrinação ou afetação midiática por terem um diploma ou uma vasta aversão a corrupção, esses são os primeiros a serem iludidos por confiarem cegamente em seus dotes morais e convicções políticas.
Os bolsonaristas mais ferozes e inconsequentes são estupidamente por tabela trumpistas e apoiadores de Marine Le Pen, sem saber que Le Pen não fará nada para mudar a lei de aborto francesa que vigora desde 1975 no país. Além do mais,  Le Pen para obter votos úteis nas urnas não se coloca contra o casamento gay. Essas duas agendas caras para os moralistas conservadores fãs de Bolsonaro não estão na ordem do dia de Marine Le Pen. Mesmo assim os famigerados bolsominions apoiam Marine Le Pen, achando que ela seja a versão do Trump de saias na Europa, e por consequência uma direitista estilo Bolsonaro à moda escargot.
Vamos ver como os bolsomicos lidam com isso: Marine Le Pen defende a legislação de aborto,  também é pró-casamento gay, mas usa a bandeira anti-imigração para se firmar como garota propaganda da direita que defende valores da família e moral cristã? Nada disso, ela desonesta intelectual como seu eleitorado. O único candidato conservador de fato é François Fillon e não Le Pen. Mas como os adoradores do Bolsomico não sabem ler em francês muito menos em inglês eles ficam idolatrando Marine Le Pen e Trump negando muitas coisas reais como se fossem “fake news”. Mas aqui está o resumo de tudo isso em bom vernáculo pátrio.
Quando FBI manda Trump baixar a bola depois de acusar Obama falsamente por tê-lo grampeado, ou quando a justiça americana derruba as ordens executivas contra imigração e entrada de muçulmanos no EUA os bolsominions brasucas se enfurecem como se aquilo fosse uma afronta pessoal aos mesmos. Isso demonstra o grau de imaturidade intelectual e leviandade moral dos mesmos.
Trump parece ser uma cópia de Bush, mas os brasileiros se esquecem de muita coisa por terem memória curta demais. Lembram de quando o Bush aumentou o orçamento das forças armadas para invadir o Iraque e Afeganistão? Lembram que uma das metas dele era também tornar a imigração mais rígida? Lembram que Bush quis mexer no seguro social e sistema de saúde também? Lembram que Bush quis fazer uma economia voltada ao mercado interno com investimento em infraestrutura só criou recessão e uma série de bolhas especulativas no mercado imobiliário? Será que Trump está copiando ele? Eu acho que sim!
Trump à exemplo de Bolsonaro, são dois sujeitos desagradáveis e egocêntricos narcisistas. Trump finge que fala para o trabalhador assalariado do EUA, mas no fundo fala em nome do capital especulativo de Wall Street. Quando Wall Street se contenta com o presidente que atende seus interesses é porque o trabalhador está prestes a pagar a conta. Logo essa conta irá chegar e daí veremos Trump repetir os fiascos de Bush no setor econômico com o mesmo requinte de impopularidade depois de altos índices de confiança e popularidade.
Ao menos no Brasil, Bolsonaro não convence nenhum banqueiro ou grandes grupos investidores, portanto, a retórica dita liberal do mesmo é nula totalmente. Quem não rasga dinheiro sabe que Bolsonaro é uma nulidade em matéria econômica e um mero esbravejador de tolerância zero quanto a tudo que está errado no país da maracutaia.
Bolsonaro segue a cartilha do Afanásio Jazadji ao bater regalias aos bandidos, falta de pulso no combate ao crime, assim como segue a mesma linha de Luiz Carlos Alborgheti se dizendo a favor dos valores da família, sendo anti-maconheiros, anti-PT e mais uma vez contra o crime organizado. Esses políticos sobrevivem de pirotecnia na mídia e pouco fizeram em suas atuações como parlamentares para mudar o panorama crítico da criminalidade e afronta aos cidadãos de bem.
Está no hora do eleitor repensar em como tornar seu voto uma arma útil nas urnas contra o sistema, que de um lado tem corruptos rabos presos e do outro demagogos exaltados que não tem a menor ideia do que seja administrar um país assim como foi o caso de Dilma.

Os petistas estão em plena pré-campanha aberta pela candidatura de Lula, porque acham que assim a Justiça ficará intimidada de prendê-lo. A senadora narizinho é a mais empolgada na campanha de Lula 2018. Faz mesmo todo sentido: uma bi-ré liderando a candidatura de um penta-réu para desviar o foco. Entraram nessa peça de propaganda os “intelectuais da esquerda” que são nada mais que as viúvas da Lei Rouanet.

Quando os figurões da Odebrecht começarem a entregar não apenas todas as falcatruas eleitorais do PT, mas também as do PMDB e PSDB, como já estão fazendo, é que começaremos a ver a classe política e imprensa vendida falar ainda mais de 2018 com o discurso que políticos estão sendo caluniados e difamados em ações judiciais descabidas. Irão bater na tecla que “precisamos fazer uma transição para um novo governo que tenha meios de tirar o país da crise”. Logicamente irão tentar afundar a Lava Jato de alguma forma também.

Reinaldo Azevedo já começou a fazer isso, pois afoito como está em ser o Franklin Martins tucano, ele já se desespera com a possibilidade de Alckmin ancorado na popularidade histérica do Dória conseguir algo no PSDB desbancando o idolatrado Aécio, o qual já está sendo alvo de depoimentos dos delatores da Odebrecht. Rodrigo Constantino já se tornou o adestrador pseudo-liberal do Bolsonaro e Marina Silva conta com almofadinhas da imprensa descontentes com o PT. A imprensa irá mentir e acobertar seus patrões como faz em todo ano eleitoral. Essa folia já começou na Folha de São Paulo, Jovem Pan e Veja antecipadamente.

No final, todos os partidos e caciques irão se unir e tentar voltar ao status quo antes da era Lula, onde aquele malufismo genérico imperava e tinha todos os meios de operar em paz com a vista grossa da imprensa servil.

2018 será um calvário!
bolsonaro

Lobão & Cia: decadence avec demence

Ciro Pessoa, poeta sacana, cuja obra “poética” desconheço por não fazer a mínima questão de ler ou ouvir o mesmo declamando, e cuja petulância e tempo já passou, é reconhecido por ser um sujeito depravado tanto quanto mal alinhado ideologicamente. Ah isso é notório. Sobre isso podemos falar abertamente. As idéias furadas que ele defende junto de Lobão e Cláudio Tognolli sem dúvida mostram a dor de cotovelo e que foram pré-concebidas a base ácido lisérgico malhado que ainda deve estar matando o que lhes restam de neurônios.

Não sei o motivo artístico que tornam esses caras tão reconhecidos assim como obras de suma importância para a cultura pop brasileira nos últimos trinta anos na opinião de muitos, mas certamente respeito muito mais pessoas como Ney Matogrosso, o qual tem uma postura anos luz mais decente e toneladas de talento se comparado com as gramas de oco intelectual e criativo que esses mendicantes de holofotes supracitados possuem atualmente ou talvez por toda suas respectivas carreiras. A começar pela voz e afinação. Ney Matogrosso é afinado, eles reverberam notas fora do compasso no máximo. Quem tem ouvido absoluto sabe do que estou falando, ou até mesmo quem estudou minimamente teoria musical e alguma coisa de harmonia.

Ultimamente a carreira do mitológico Lobão, mito da alegoria da caverna do Olavão, cativo numa “coisa que vem malhada antes de você nascer” profissionalmente desempenha a função de entrevistado do tal The Noite e pseudo-escritor e quando não tem shows desmarcados e cancelados arrisca a fazer um acústico sem levar lata. No mais ele é ativista político mega coxão mesmo. Isto aponta para que sua carreira originária de “cantor de rock” eventualmente é exercida. Ciro Pessoa, segue a mesma toada, e Claudinho Cui Bono pelo visto foi recontratado para mais uma tempora de hangouts no canal do Lobis Canabis Canidae no youtube com cachê com base na cotação de banana em fim de feira.

Dizer que Lobão é hoje em dia cantor de rock é uma afronta ao rock, disso podemos falar, pois seus últimos produtos sonoros não são rock, e se for confundido com algo que lembre ao rock é porque seu ouvido está com muita cera e sua memória auditiva é péssima. No máximo o que ele produz é uma espécie de mimimi sonoro regressivo gravado em picos de euforia toxicômana residuais. Ciro Pessoa, este sim, podemos dizer que um dia produziu algo rentável nesse ramo, e hoje está na lona também como nosso colega citado. Não sei se foi a sanha alcoólatra, idólatra e paranóica de mal-educado, mal-agradecido, invejoso e um tremendo pé frio que transformou a carreira do Lobão numa espécie de limbo de mercado. O mesmo já tentou também, sem sucesso, diga-se de passagem, produzir bonecos emos com seu look agressivo e fodão que polui o vão do MASP eventualmente quando o mesmo partcipa em manifestos políticos fadados ao fracasso devido sua presença.

Lobão depois de tantos insucessos na música e literatura de alto nível passou a desempenha junto de seus coleguinhas uma espécie de Café Filsófico que aborda todas as nuances do pensamento do Olavo de Carvalho em segunda mão e sem citar referencias bibliográficas ao mesmo, num ato de total pirataria do repertório ideológico do astrólogo que acha que é filósofo, ou do comédia devasso que acha que católico praticante.

Todos estes citados estão passando o que lhes resta de tempo de vida bradando contra a hipocrisia que impera na vida cotidiana do brasileiro; e isso nos leva a crer que a atividade de no ramo de xingador profissional na mídia nacional é carreira aspiradíssima pelos seus fãs, os quais se inspiram no mesmo para produzir filosofia, música, poesia, artigos de jornal de grande insucesso. Como se sabe no passado remoto Lobão é tem um profile marcado por grandes parcerias no passado como, por exemplo, com Cazuza que manda bem cantando Vida Louca Vida. Depois de Cazuza tornar Lobão aceitável o mesmo realizou vários projetos com várias gravadoras e artistas, porém todos estes projetos tiveram um baita fracasso comercial, e Lobão então colocava a culpa nos seus ex-parceiros, nas gravadoras, na MPB, nos Estados Unidos e é claro na Rede Globo como os petistas fazem hoje em dia. Nesse caso o mérito de Lobão está em nunca ter colocado a culpa no FHC, pois isso seria demais para ele que nega ter defendido a presença e até convidado políticos do PSDB para o 15 de Março ser mais democrático pra valer segundo ele.

O fato é que Lobão está para música assim como Olavo de Carvalho está para a filosofia assim como Paulo Coelho está para a literatura ou até pior, porque cá entre nós, é mais fácil se encontrar literatura numa obra do Paulo Coelho do que encontrar filosofia em qualquer dos escritos do Olavo de Carvalho ou música palatável nas composições de Lobão pós-Cazuza.

Quanto a Ciro Pessoa e Claúdio Tognolli a carreira dos mesmos é inexpressiva se comparada a proporção de luta para se manterem vivos num ramo onde talento e criatividade é o que menos existe no Brasil. Nem mesmo eu arrisco a dizer que sou um sujeito legítimo, criativo, ao menos consegui me graduar em ótimas faculdades lendo muito e produzindo muitas coisas laureadas em nota máxima pelos meus pares acadêmicos. Certamente tenho muito mais reconhecimento do que esses experts em tudo e todos que transmitem seus legados via hangouts e livros editados depois de implorarem e soltarem um cafézinho para editora. Ante a isto, resta claro que esses sujeitos tão senhores de si mesmos e proprietários de tamanhas verdades incontestáveis passarão para posteridade como notas de sites como Desciclopédia e nada mais que isso.

Enquanto eu tenho uma reputação a zelar, esses senhores parecem que se esmeram em jogar suas trajetórias profissionais e pessoais na lama com afinco e muita canastrice nas redes sociais e em outros espaços. Até entendo que isso possa ser um hobby divertido que toma boa parte do tempo ocioso dos mesmos, que perfaz muitas horas do dia da agenda de cada um pela proporção de mimimi que produzem diariamente por onde passam. O que é incompreensível é se julguem as últimas bolachinhas do pacote. Se João Luiz Woerdenbag Filho, o Lobão, não fosse uma celebridade, ninguém daria bola aos absurdos que profere em redes sociais, entrevistas repugnantes se valendo da sua metralhadora giratória que atingiu políticos e artistas com acusações sem fundamento e uma enormidade de insultos gratuitos.
Lobão será lembrado pela arte do insulto, e não pela sua obra literária, musical periclitante com efeito cultural Dunning-Kruger. Seus associados nos hangouts estão indo para o mesmo limbo e mato sem cachorro e sabem disso. O pretexto da insânia dos mesmos para serem entrevistados recorrentemente e ainda ouvidos e admirados nesses meios de propagação de idéias se deve fartamente a uma categoria de brasileiros iletrados. Ocorre que o povo que segue esses sujeitos é muito inculto e dado a piada pronta, caso contrário esses mentecaptos não teriam livros lançando sob o sincero título “Manifesto do Nada na Terra do Nunca” – de fato, é um manifesto sobre o nada, ou sobre delírios mentais do autor; tanto quanto um idiota como Olavo de Carvalho escreve sobre a idiotice que lhe é peculiar em “Tudo que você precisa saber para não ser um idiota” .

Se não fosse possível identificar os infelizes proprietários de opiniões que chocam pelo nível de desinformação e fanatismo, eles facilmente passariam pela figura dum velho general chefe da censura que hoje está decrépito e usa pijamas e se vangloria de seus feitos macabros, tais como suas perversões durante a ditadura que até hoje não querem admitir como crimes que foram cometidos naquele período obscuro da história. Isso aponta que vivemos num período intelectualmente negro em nossa história, pois se eles reclamam de Chico Buarque, com razão, por outro lado não possuem um ambiente cultural nem social que tenha condições de inovar algo e trazer mudanças para o cenário atual seja cultural ou político, ou seja, o máximo que Lobão e sua trupe fazem é colaborar para o lixo que vivemos se tornar pior ainda.
Por essas e outras que se tornam evidentes que o desconhecimento de história e cultura de bom quilate por parte dos mesmos não combina em nada com suas origens e trajetórias profissionais. Certamente não faltaram boas escolas e companhias para os mesmos, mas a sanha por serem celebridades ofuscou o senso desses cidadãos e os mesmos se tornaram uma grave ameaça para nossa cultura social hoje em dia. Lobão e Olavo quando escrevem ou falam com ares de superioridade não dizem nenhuma novidade, apenas cagam regras obsoletas de moral e pseudo-intelectualismo fútil e banal; se valem de teorias conspiratórias para explicar tudo e não aceitam ser contraditados. Ambos ou todos eles, capricham um pouco mais nas acusações irresponsáveis e na deturpação de fatos históricos e teóricos que proferem ou escrevem sem menor embasamento. De tanto em tanto tempo esses dois indivíduos escrevem “livros-bomba”; como em 2010, quando Lobão usou a mesma estratégia comercial para vender livros sem conteúdo.

hqdefault
Exemplo da incapacidade de compreender coisas simples e que impactam a vida das pessoas é ainda mais notória em Lobão do que em Olavo de Carvalho, pois as referências que esse personagem histriônico faz à própria mãe numa entrevista à Folha é a pista para entendermos que vender livros não é a única motivação de Lobão – ele acredita nas sandices que lhe enfiaram na mente. Portanto, resta muito claro que a deformação mental de Lobão por certo tem origem na criação por pais mentalmente doentes como segue abaixo trecho duma Reportagem do Correio Brasiliense de 2010 que permite entender como ter pais perturbados pode causar problemas numa criança indefesa, os quais irão perdurar pelo resto de sua vida:
—–
CORREIO BRASILIENSE
17 de dezembro de 2010

Xurupito era o apelido do menino que os pais vestiam como um garoto da década de 1940. Não bastassem as camisas de linho, as calças de tergal, os sapatos de verniz e a cabeça raspada com máquina 1 e “um topete ridículo erguido à base de muito gumex”, João Luiz Woerdenbag Filho era chamado pela mãe, no meio da rua, em pleno Rio de Janeiro dos anos 1960, por este nome: Xurupito. Tinham que rir. Tímido em excesso, filho de um “casal jovem, apaixonado, meio desprotegido, meio de direita”, Joãoluizinho (pois é, o outro apelido familiar) tinha tanto medo de entrar em contato com o mundo exterior que acabou inventando várias vidas pra ele.
(…)
Entre os momentos mais difíceis de contar, Lobão lembra o dia em que foi expulso de casa pelo pai, aos 19 anos. Levou um cruzado na cara e rebateu com o violão, despedaçando-o inteiro em cima do pai (“Só sosseguei quando não havia mais violão para continuar batendo”). Depois disso, a relação dos dois ficou suspensa, “num limbo relacional”. Muitos anos mais tarde, eles tiveram uma bela tarde de sábado juntos. Logo depois, o pai se matou, envenenado. Lobão também carregaria a culpa pela morte da mãe. Após uma discussão, ela (bipolar) parou com os remédios que tomava três vezes por dia — “uma forma sutil e profissional de se matar”, como ele diz. Sim, a mãe deixou uma carta responsabilizando-o por sua morte.
(…)
Mas nem tudo é tragédia nessa história. Há episódios engraçados, narrados com humor às vezes ácido, e outros de uma cara de pau inacreditável. Como a vez em que fingiu que continuaria como baterista da Blitz só para sair na capa de uma revista. A entrevista já estava agendada, ele falou pelos cotovelos, chamou a maior atenção. Em seguida, com a revista debaixo do braço e a fita de Cena de cinema nas mãos, foi bater à porta da gravadora. Vinte minutos depois, já tinha assinado contrato para a carreira solo. Saiu chamuscado da Blitz — e riscado da capa do disco da banda. Em retaliação, desenharam, no lugar dele, a cara do lobo mau.
—–
Esses três trechos selecionados da matéria em questão permitem entender de forma definitiva a pessoa à qual muitos programas que só prezam pela briga por audiência com programação de conteúdo duvidoso dão espaço para suas sandices. A simples razão de que Lobão se mostra sempre disposto a fazer ataques virulentos e irresponsáveis aos inimigos políticos em suas entrevistas sem sombra de dúvida baseiam-se na sua personalidade perturbada e pouco caráter pouco confiável.
Vale frisar ainda acerca dos devaneios político-ideológicos dos pais de Lobão que o fizeram crescer acreditando que comunistas comem criancinhas. O acesso de fúria contra o pai, o qual confessa que espancou até perder as forças, ou o golpe que aplicou nos companheiros para atingir o estrelato, dispensam maiores comentários. Apesar da relação conflituosa com os pais, está claro que Lobão assimilou perfeitamente seus conceitos sobre “comunismo” e “comunistas”. Hoje tais conceitos ficam mais claros em entrevista que o cantor deu ao Globo também em 2010, quando retratou o pai como “uma espécie de nazista conceitual” que “adorava valsas de Strauss e acrósticos“. Resta muito claro, com solar clareza que essa é a pessoa que alguns cretinos ainda defendem como um santo, e os mesmo defensores de tal sujeito nem se dão conta que estão transformando em herói um sujeito que tem tudo para ser considerado um crápula e péssimo exemplo para qualquer pessoa. Perdoar Lobão por suas falhas com seus pais, não é nossa tarefa, muito menos absolvê-lo pelas sandices e ilações que lança dia após dia como Olavo e seus outros colegas em delírio profissional.
Não cabe a nós dar cabo a quem resta acabado, porque, o fim da linha é produto de todas as atitudes que esse sujeito tomou durante toda sua vida, que basicamente é agir de mal a pior, maldizer quem quer que seja para se esquivar de suas responsabilidade por atos e omissões. O que está por trás de boa parte dos que entoam esse discurso político cínico, mentiroso típico de Lobão & Cia é que estes nada tem de verdade democrática e em defesa da liberdade. Nas redes sociais, nas ruas tudo é motivado por ecenação para onter alguma vantagem. Se estão lutando contra corruptos que fazem o mesmo, perguntem-se porque os mesmos se valem dos mesmos ardis hipócritas e camuflagens para encobrir suas falhas?
Lula e Lobão talvez não sejam ainda pacientes psiquiátricos, ou internos em centros de recuperação, nem mesmo devidamente processados pelas suas falas cínicas e mal intencionadas, mas permitir que continuem a proferir delírios que influenciam a cabeça de certas pessoas e tolerar suas atitudes sem nexo com uma luta política que exige desinfetar o que há de podre na sociedade, isso sem dúvidas não condiz com esses sujeitos. Contra eles restam seus atos e palavras, as quais assimilam e revelam pessoas pessimamente preparadas para opinar sobre assuntos públicos, pior ainda influenciá-los de alguma forma direta ou indireta. Padece todos eles duma doença social, duma carreira onde o cinismo e possibilidade de serem vistos, ouvidos e idolatrados é tudo que lhes interessa para manterem-se com sobrevida à base de mentira com a intenção de ainda obter meios para se dar bem às custas dos outros.

A seita do astrólogo Olavo de Carvalho

O modesto grupo denominado “Seita do Astrólogo Olavo de Carvalho” tem realizado a louvável tarefa de desarticular todas as falácias e incongruências do pseudo-filósofo e a torpe mistificação olavete da realidade via seus adeptos que seguem Olavo de Carvalho com devoção típica de seitas nefastas.

Olavo de Carvalho é um espertalhão extremista cuja retórica ofensiva tem se disseminado entre pessoas que se julgam bem informadas, cultas e de educação mais refinada. No entanto, os adeptos de Olavo tais como Lobão e tantos outros, na verdade são pessoas extremistas que não dialogam civilizadamente com pessoas que pensam distintamente deles. Achar que sujeitos assim são democráticos e que suas idéias são um bem para nossa sociedade é um crasso erro.
Se Olavo de Carvalho não fosse filosoficamente pornográfico, grosseiro e desagradável no uso do vocabulário, correria o terrível risco de algum trapalhão abestado de algum Centro de Ciência Humanas de alguma universidade convidá-lo para um colóquio ou para uma mesa-redonda, onde ficariam evidentes a verdadeira profundidade do conhecimento filosófico e a capacidade de argumentação do crítico de Galileu, Newton, Einstein e tantos outros.

Trollando abertamente, Olavo sinaliza aos acadêmicos mais incautos que entrará em seus recintos vindo diretamente do chiqueiro, colocará as botas sujas de bosta de porco sobre o sofá da sala, dirá palavrões, ofenderá os convidados, soltará fumaça de cigarro na cara das pessoas e passará a mão na bunda da filha do dono da casa e talvez até do dono da casa, como se ele dissesse: “se vocês me convidarem, me obrigarão passar vergonha por fugir da raia ou por demonstrar minha ignorância, então não se arrisquem, ou nós veremos quem vai passar a maior vergonha por terem convidado para um evento acadêmico um cara como eu!”.
Ao mesmo tempo em que ele sinaliza isso, ele pode tranqüilamente desafiar quem quer que seja para um debate. Nenhum cientista sério ou filósofo de renome se dignaria a dividir um palco com ele. Ele, no entanto, pode até dizer abertamente que ninguém tem peito para enfrentá-lo, porque nenhum cientista sério ou filósofo de renome se dignaria também sequer a responder a um desafio desses.
Com base nesse exemplo de comportamento deletério, que é repetido à exaustão também pelos seus seguidores, os quais com orgulho e gaudio se denominam olavetes, os mesmos que promovem os livros de seu mestre como uma legião de garotos propaganda gratuitos, os mesmos que chegaram ao ponto de homenageá-lo com o movimento hedonista idólatra batizado de “Olavo tem razão” é que temos a dimensão do nível de boçalidade passivo agressiva que nossa sociedade está vivendo nos dias atuais em diversos outros lugares. Movimentos como Volta Lula, como Dilma Coração Valente possuem essa mesma dinâmica obsoleta e maniqueísta da realidade.
Atualmente o adepto mais famigerado do modus operandi do olavismo desenfreado é sem dúvida o senhor João Luiz Woerdenbarg Filho, conhecido pela alcunha de Lobão no rock nacional. Lobão se transformou no maior avatar dessa seita da ignorância olavista. Ele manifesta sua doutrinação olavete incondicional nas redes sociais, hangouts do youtube e programas de TV onde o entrevistador segue os mesmos movimentos e devoção de forma menos não menos evidente. Lobão, seja este elétrico ou movido a vapor, não esconde sua intolerância por aqueles que vez ou outra o desmascaram até mesmo em seus shows acústicos que andam escasseando devido à péssima qualidade do seu atual repertório e sanha em promover bate bocas por onde passa.
Lobão, tanto quanto Olavo, é rotineiro em despejar uma avalanche de impropérios contra quem discorde dele e o coloque em apuros retóricos que o obrigam a negar seu vasto pedantismo, arrogância e ignorância. Seja o interlocutor de esquerda, de direita, do rock, da MPB, ou sem ideologia política alguma ou desligado a movimento musical algum, o fato é que Lobão relincha comentários agressivos e desafios pitorescos impossíveis de serem consumados dada a insanidade das propostas em face dos seus interlocutores. Este molde de atitude é típico de pessoas que dizem que prezam o debate, porém na verdade não debatem, mas sim impõem seus pontos de vista por se acharem cobertas de razão a base de ponta pés e socos retóricos rodando a baiana.

Pior do que isso são os seguidores. Gente com conhecimento muito ralo e sem personalidade e caráter bem formado acaba aceitando esse tipo de conversa fiada e atitude primitiva como uma amostra de profunda legitimidade moral e intelectual destes grandes ícones do pensamento independente. O problema grave nisso é que esse tipo de admiração é advinda de gente tão extremista quanto os ícones que idolatram. No fundo isso massifica a intolerância, preconceitos e discriminação tanto quanto a tão criticada doutrinação de esquerda.
Isto posto, fica evidente que para qualquer debate ser produtivo e saudável é minimamente necessário que haja tolerância entres as partes e os ponto de vista divergentes que expõem dentro de suas concepções. Extremistas não geram debates, geram atritos, conflitos e empurram as suas idéias goela abaixo à base de falácias e depredação do seu adversário. Usam a retórica do escárnio, os argumentos do espantalho e bases intelectuais tão desconexas entre si que é risível ainda se auto intitulam de filósofos, sendo que nem o ensino médio se deram o trabalho de terminar.

Para os extremistas não existe o conceito de convergência de idéias e pontos de acordo de pensamentos, Existe somente o combate contra as idéias que eles se opõem. Ou aceitamos suas filosofias e pensamentos inteiramente sem fazer nenhuma ressalva e mansos como cordeirinhos ou devemos ser combatidos e execrados com toda sorte de maledicência e impropérios.

Dentro desse contexto não existe espaço para racionalidade ser exercida na sua forma mais lúcida e produtiva. Portanto, nota-se que sujeitos da pecha de Lobão e Olavo de Carvalho, bem como de seus fãs e seguidores, tudo se resume a briga, quebra pau e bater de frente contra quem não aceita a integralidade de suas falas. Esse espírito agressivo da parte deles só colabora com a divisão e caos da sociedade, em nada agrega valores e pessoas bem intencionadas em torno das mesmas idéias, pois apenas interagem entre si extremistas que agem como rebanho de ovelhas Dollys cegas mentalmente multiplicando um comportamento agressivo de manada.
O assédio que recebo dos idólatras desses senhores é sem dúvida algo que me provê dados fartos para comprovar isso que estou descrevendo. Seja aqui mesmo no blog, ou nas redes sociais em grupos e postagens. O ataque deles busca mexer com os meus brios, pautar a minha integridade moral e intelectual na mesma vileza e baixeza a qual a deles se encontra em estado de putrefação. Nunca caio nessa cilada. Sempre ironizo e jogo mais verdades na cara deles, até o ponto que vem o bloqueio, as denúncias em massa ao provedor do perfil para satisfação do ranço incontrolável contra seus desafetos de última hora. Portanto, esta é a prova de que gente que se vale deste modus operandi olavista não são nem de perto minimamente democráticas nem defensoras da liberdade de expressão. São zumbis que seguem comportamentos doutrinários com devoção de manada para auto afirmarem cada vez mais sua falta de civilização. Para nossa sociedade isso é algo sem dúvidas que gera maiores desgastes e retrocessos, pois esse grupo diz lutar pela mudança dos valores da sociedade ataca a raiz de qualquer coisa boa que possa gerar grandes e efetivas mudanças benéficas; a saber, a ética.
olavo

O tabagista demente metido a filósofo

Sim, mais uma vez Olavo de Carvalho se superou na sua sanha mentecapta em enxovalhar aqueles que os colocam no beco sem saída da sua própria ignorância. Vide os hangouts do mesmo com Lobão e terão prova cabal disso. Lá está o velho proxeneta intelectual das massas de coxinhas retrógrados que o cultuam como pseudo-filósofo que desconhece a vastidão da sua própria ignorância apesar de se dizer devoto socrático.

Olavo de Carvalho mora no EUA, numa espécie de feudo medieval onde todos o tratam como seu senhor e seu mestre, só se comunica com o mundo ao seu redor por sinais de fumaça ou via escritos e vídeos onde expõe não raras vezes sua virulência verborrágica em face dos opositores.

Não bastasse isso, é sustentado por um bando de olaveiros que acham que estão aprendendo filosofia, que acham que o Olavo manja alguma coisa de política, mas fica lá fumando, peidando e arrotando asneiras 90% por do tempo. No restante do tempo ele dorme, caga e fuma mais ainda e escreve livros obsoletos e artigos repetitivos para revistas e jornais de público restrito. Pensa ele que é autor de best sellers, de livros e artigos de descomunal profundidade filosófica, mas textualmente escreve apenas extrapolação ao invés de inferências. Já os pupilos dele tem certeza disso, e por serem analfabetos culturais de elevado gabarito acham que encontraram uma luz no final do túnel do obscurantismo no qual vivem atolados, cativos, emaranhados etc e tal…

Pior do que Olavo são os alunos do mesmo. Covardes agressivos, intelectualmente limitados que se gabam da alcunha de olavete e residem no Brasil babando no ovo daquele infeliz que só os ilude. Se você é aluno dele e é feliz seguindo seu valoroso mestre tabagista demente, enquanto o mesmo que não conseguiu sequer tirar o diploma de curso primário tudo bem. Tem gosto e burrice para tudo na vida. ao menos tenha a decência de assumir isso de cara e peito aberto e respeite a minha critica aqui exposta como liberdade de expressão sem espumar de raiva, ranço  ou ódio como uma cadelinha adestrada pelo tio Olavão.

Enquanto isto seu mestre está bem longe de você, e do país no qual você vive e acha que milita em prol da causa olaveira ou seja lá o que se passa nessa sua cabecinha cheia de vácuo. Olhe e vislumbre o infinito meu caro olavete: Lá está o auto arrogado único filósofo fodão do Brasil fumando sem parar, vivendo às custas de outros incapacitados de ingressar numa faculdade de filosofia, ciência política e o caralho a quatro. Contemple sua sandice intelectual e louve o locatário do seu cérebro em desuso. Grite, berre, brade, ecoe como um sr hiponitizado por fezes: Olavo tem razão!

Esta é a vida e legado do professor Olavo: Ficar na sua casa fumando todo o sempre, lá de longe criticando tudo e todos no Brasil e no mundo, sem dar a cara a tapa e sem se engajar em nada, tacando pedra e tijolo nos outros, fazendo beicinho, vivendo na lama verde da inveja. Olavo é demente e cooptador de coalizões de outros dementes…Nada mais que isso.

Algumas vezes ele acerta alguma coisa, afinal ele é astrólogo sabe ler as estrelas, em especial e obviamente a do PT. Olavo de Carvalho pode até mesmo ser equiparado aos relógios parados que estão certos ao menos duas vezes ao dia. No caso dele, Olavão acerta duas vezes quando diz que o PT é ladrão e quando diz que vai morrer fumando…

olavo

Um feliz dia dos professores para Olavo de Carvalho!

nãoestudaolavo

FELIZ DIA DOS PROFESSORES OLAVO DE CARVALHO!

Se existe um mistificador barato nesse mundo esse cara se chama Olavo de Carvalho.

Olavo já foi desmascarado e esculachado por vários intelectuais de esquerda e até mesmo de direita no Brasil, sendo conhecido de muitos internautas devido seu programa True Outspeak ser a nata do charlatismo intelectual da rede. Um dos adversários mais usuais de Olavo é o suposto pseudo-economista liberal Rodrigo Constantino, o qual não apenas o refuta como ridiculariza o astrólogo filósofo autodidata ex-comuna e fumante incansável.

Esse artigo procura demonstrar alguns recursos e contradições empregados pelo grande mestre… da escatologia moderna que se vale de obras que  quase ninguém consegue encontrar no Brasil para ler.

Olavo de Carvalho como formador de pseudo-fascistas é sem dúvidas um homem esperto e ardiloso. Ele defende um sistema hegemônico, mas se o sistema capitalista e anticomunista é hegemônico, por que alguém precisaria defendê-lo, se ele já se mantém por si só? É aí que entra o blefe de Olavo, como mágico(astrólogo) que é, ele tira um coelho do seu maço de cigarros e inverte a percepção da realidade do seu telespectador, não é “a sociedade capitalista que oprime o comunista”, é o “Estado aparelhado por comunistas que persegue aqueles que o combatem”. De fato, isso é possível, mas Olavo leva essa lógica ao ápice da insânia de seus adeptos como se tudo no mundo girasse em torno disso numa grande e teoria da conspiração. Se sua mulher te deixa, é porque ela se tornou feminista ou sapata e quer se libertar da opressão burguesa e religiosa do matrimônio devido táticas de marxismo heterodoxo da revolução cultural que assola simplesmente tudo e todos em todos os países do planeta Terra.

Tal como numa seita, para a organização político-intelectual de Olavo de Carvalho diz que todos aqueles que não são suficientemente anticomunistas  são automaticamente comunistas ou “idiotas úteis” funcionais ao comunismo. Para Olavo, todo e qualquer meio de comunicação propaga abertamente um golpe totalitário é “filosófico-comunista”, deste modo, não é raro ver as “olavettes” alardearem que “a Globo é comunista”, ou melhor, que é “satano-comuno-gayzista”. Esse método de “identificação de comunistas” foi comumente empregado pelo FBI durante era do McCarthismo e nada tornaria o farsante mais feliz do que assistir no Brasil a uma ressurreição do McCarthismo.

Olavo alega que o Brasil está cercado de comunistas, apesar de suas ruas carregarem nomes de presidentes americanos e brasileiros e não de lideres russos ou sovéticos. O brasileiro assiste a filmes americanos e anticomunistas, tem leis e Direito de Propriedade influenciados por forte ideologia francesa e liberal etc e tal.

Para vencer o grande mestre dos magos Olavo de Carvalho o debatedor contrário a ele deve elucidar todos esses fatos a fim de destruir a máscara de “oprimido” carregado pela trupe olaviana. Deve o adversário, ainda, demonstrar com dados estatísticos e provas documentais que inexiste na mídia ou nos principais veículos de comunicação espaço para anticomunistas e nomes como Chumbinho ou Alboghetti, Paulo Martins ou Rachel Sheharazade, além do próprio Olavo, que já teve colunas em várias publicações jornalísticas.

Assim se torna fácil e didático pegar Olavo ou uma olaveiro na mentira desafiando-lhe para que mostre as fontes de sua informação, caso este mostre apenas uma, então que mostre mais. O ônus da prova cabe a quem acusa, e não a quem é acusado afinal!

Por outro lado, não é preciso ser de esquerda para confrontar Olavo de Carvalho e a sua turba de coprófagos. Qualquer racionalista e pessoa no gozo sadio das faculdades mentais se dá conta rapidamente de suas mentiras, não raramente recheadas com discursos religiosos.

Carvalho e seus seguidores acreditam piamente agirem “em nome do cristianismo” com se fossem templários dos tempos modernos. Para tal são contrários a Teologia da Libertação porque ela é o comunismo dentro da Igreja, e é mesmo, mas fazem isso de forma tão agressiva e ensoberbecida que a caridade cristã é última coisa de recorrem nessa cruzada. Se valem do Pe. Paulo Ricardo como consultor para assuntos católicos e ainda assim não tem uma vida de oração e mística profunda como bons católicos praticantes devem ter.

Outra tática comum de Olavo e seus seguidores para tentar ganhar o debate é o apelo ao falso moralismo à base do berro. Eles insistem na completa desumanização de seus oponentes, chamando-os de homossexuais pervertidos, depravados e também de uma série de outros termos de baixo calão. Eles aproveitam a ocasião para expor publicamente sua coprolalia e Síndrome de Tourette filosófica do mais alto requinte contra seus opositores. Assim, se torna no mínimo curioso ou exótico, como pessoas que agem assim desregradamente em desfavor do próximo, ainda assim se digam cristãos.

Como Olavo de Carvalho e sua camarilha de “adoradores adoram” posar de puros, castos e ungidos com toda sorte de sabedoria do Rei Salomão, estes por isso mesmo passam a ostentar virtudes as quais realmente não possuem, e ostentar virtudes que não se têm é hipocrisia e encenação. Certamente há milhares de punheteiros, fornicadores, adúlteros e afeminados enrustidos dentre as fileiras dos olavetes radicais Brasil a dentro e internet a fora. Não tenham dúvida disso!

Mas a quem esses olaveiros hipócritas pensam que enganam?

Olavo como ícone e guru de direita brasileira anti-comuninhas-empadinhas faz de seus seguidores suas concubinas ideológicas, as quais costumeiramente associam comunismo ao consumo de drogas. Ora, qualquer comunista pelo simples fato de ser comunista não precisa ser viciado em drogas. Aliás, o tráfico drogas sustenta muitas vezes o capitalismo tanto quanto sustenta governos comunas; então assim sendo a tese é no mínimo nula.

Concluo…

Não é difícil retirar o palhaço Olavo de Carvalho de seu picadeiro tanto quanto não é difícil ou raro vê-lo enfurecido: Hoje mesmo no twitter dei uma cutucada nele e Olavo simplesmente ignorou num primeiro momento, mas depois duma nova cutucada ele não poupou seu repertório de descalabros contra minha pessoa…e me mandou se danar no inferno como bom cristão que julga ser!

Ele não é cristão, muito menos filósofo, e nem mesmo faz jornalismo, ele é um pseudo-falso-moralista que se apóia num fascismo cultural predominante na sociedade brasileira, reforçando-o com doses de mccarthismo americano. O que Olavo de Carvalho quer dar no Brasil é um golpe na sociedade cheia de imbecis que o sustentam via Seminário de Filosofia. Com base nisso, Olavo pensa que haverá uma histeria totalitária coletiva contra o sistema e que tudo irá mudar conforme seus padrões de pensamento. O Brasil precisa colocar esse tipo de “professor” não numa sala de aula dando cursos, mas sim em seu devido lugar, que é num hospício!

filosofoolavo

Raoni – uma besta quadrada ao cubo (Parte II) “Olavete na razão e comunista de coração”

Se alguém nessa vida é um gerador de  teorias sem pé nem cabeça, esse alguém é Raoni.

Reconhecer que está equivocado e admitir erros crassos em muitas, mas muitas mesmo, situações está completamente fora das limitações desse cidadão latino americano mediano.

Raoni que morre de medo que o Brasil se torne um país comunista com foice e martelo na bandeira nacional. Passa dias, meses e anos de sua vida numa intensa epopéia tragicômica na qual ele mesmo é personagem principal dessa angustiante saga por se tornar mais um mero ignorante que quer ter razão…

É nesse estágio atual que se encontra a vida de Raoni. Isto é, neste o estágio pré-falência total das capacidades de bom senso e razão. Ele renunciou de vez o uso dessas duas qualidades humanas imprescindíveis a vida em sociedade. Vive num mundo abstracionista de conexões entre a realidade e episódios do True Outspeak e ainda não reconhece que é olavete.

Como se ainda não fosse alarmante. Criou uma vasta corrente de pensamento positivista que mistura suas manias bairristas e desconfianças infundadas com filosofias falaciosas produzidas pelo douto entendido em astrologia o qual rende louvas e louvaminhas.

Raoni até talhou numa pedra de sua aldeia de pensamentos metafísicos a seguinte máxima: “Desconfio, logo é verdade”. Deveras estar petrificado em pensamentos de tal mote e gabarito que não consegue vislumbrar uma simples verdade por mais exígua que esta seja.

Ao invés disso, prefere pretensiosamente escamotear e criar subterfúgios de forma metódica visando obter alguma validade de suas teses mirabolantes acerca de qualquer assunto. Ao invés de assumir que padece de nosomania prefere locupletar-se em idéias eivadas de sentidos nada pitorescos.

Perdulário duma argumentações desprovida de alicerces ontológicos, passa a relativizar suas teses abarrotando linhas e linhas com questionamentos e mais questionamentos em face de seus interlocutores. Tal expediente astuto lhe dá a única saída que lhe resta: Dizer que o interlocutor não lhe deu todas respostas. E mesmo que as desse diria Raoni que faltaria citar a bibliografia nos mínimos detalhes e usar as regras da ABNT para que a resposta seja dada por ele como válida. Enfim, nada o convence – a não ser a prévia certeza sobre aquilo que ele desconfia e logo dogmatiza como verdade inaudita por centenas de outros.

Eis uma vasta amostra grátis dessa técnica infalível amplamente utilizada pelo Raoni numa discussão sobre Black Blocs:

“E aí Alex, segundo você esses movimentos são tendências naturais da sociedade democrática com acesso a informação, que trazem apenas benefícios? Ou será, que são jovens ingênuos que aprenderam que o mundo ideal virá após a destruição das instituições opressoras? Qual das duas opções parece mais coerente? E partindo do seu argumento de que são grupos fracos que cairão no esquecimento, você não acha um grande prejuízo que pessoas se dediquem tanto tempo a causas falsas, que induzem e confundem as pessoas, que gera instabilidade, violência e mortes?”

Depois ainda manda uma segunda saraivada de perguntas:

“Segundo você eles estão corretos em suas estratégias? Um grupo que promove violência, prejuízos enormes, tira o direito de ir e vir, onde seus membros, muitos até universitários, acham que com essa estratégia eles estão lutando por mais saúde, mais educação, mais igualdade, etc. Pessoas que poderiam estar produzindo pra sociedade estão destruindo-a. Você vê isso como benéfico pra sociedade? Outra coisa, minorias extremistas são reflexo de uma tendência maior, pra cada Black bloc existe centenas de simpatizantes com o movimento, ou seja, ele é reflexo de uma demanda maior. Outro ponto, quem ensinou isso a eles? Essa revolta tem justificativa, ensinaram pra eles que a sociedade está um caos, por causa das instituições opressoras que exploram o povo, do imperialismo que rouba nossas riquezas e culpados pela fome na áfrica. Ninguém cria essas teorias do nada, elas são ensinadas e quem será que ensinou isso? E de onde veio as idéias que influenciaram esse pensamento?

Vejam só se não há razão para taxá-lo de desajustado e recalcitrante:

No grupo Duelos Retóricos, Raoni fez exatos nove debates dos quais foi fulminado retoricamente em todos esses debates. Chegou ao ponto de expressar seu modo de pensar, agir e projetos nessa frase que sintetiza sua vida e obra: “Não que eu seja exemplo de honestidade mas há um interesse pessoal meu em jogo, busco o caminho da verdade e penso em criar um modelo político que consiga este fim. Para isso busco também selecionar pessoas que tenham esse perfil de honestidade mesmo quando pressionadas, e para que eu os encontre tenho que primeiro ser exemplo”.

Vamos por partes nessa análise da síntese da vida e forma de ser e agir de Raoni:

Primeiro diz ele mesmo de próprio punho que não é “exemplo de honestidade” e depois diz que “busca o caminho da verdade” e finaliza a frase dizendo: “penso em criar um modelo político que consiga este fim” – Ora bolas Raoni não seja tão burro assim! Esse modelo de conduta de não se achar exemplo de honestidade e buscar a verdade e criar um projeto político que reúna ambas as coisas se chama comunismo seu idiota! Esse mesmo comunismo que você todos os dias critica e amaldiçoa repetidas vezes ao dia!

Agora notem a segunda parte do argumento dele que é uma dissimulação clássica digna de Luís Inácio Lula da Silva nos idos tempos de seus discursos inflamados no Sindicato de Metalurgicos do ABC; eis a sentença desprovida de caráter da lavra de Raoni: “Para isso busco também selecionar pessoas que tenham esse perfil de honestidade mesmo quando pressionadas, e para que eu os encontre tenho que primeiro ser exemplo”. Então Raoni se você pensa assim por que diabos até hoje nunca se filiou ao PT?

Por essas e outras é que Raoni é um ser comparável ao detestável Tavinho. Não consegue manter uma linha congruente de pensamento, e pior ainda, segue um estilo de argumentação que é simplesmente desprovido de nexo causal com o fundo do seu ser, pois de fato, Raoni é olavete na razão, mas comunista de coração.

Raoni – uma besta quadrada ao cubo

Eis aqui a sanha acusatória e conspiratória de Raoni o Índio Capitalista e Olavodólatra:

Raoni Latalisa Cozzi Putz Alonso Prado, vc ja foi melhor com fakes, me parece que esse vc fez pra ficar parecendo que é do Octávio Henrique mas pra no fundo a gente pensar que é do Roger Andre.

O psicossoma de Raoni pelo visto cada vez mais tem se assemelhado ao de Olavo de Carvalho. Raoni a cada dia que passa vive mais e mais profundamente mergulhado num mundinho de teorias da conspiração e falsas acusações e teorias. A mais famosa e repetida pelo boçal do Raoni é aquela em que ele alega que os marxistas querem dominar o planeta terra através de governos dominadores e ideologias insidiosas.

vpr2ei

Mas quem é Raoni de fato?

Uma breve biografia de Raoni mostra que ele é bancário, funcionário de carreira do Banco do Brasil e nas horas vagas vendedor de produtos da linha Herbalife. Além de devoto fiel de Olavo de Carvalho 24 horas por dia.

O que ele não sabe é que seu amado mestre do Seminário de Filosofia & True Outspeak disse o seguinte em certo episódio: “Tem sujeito mais psicótico que funcionário do Banco do Brasil? Basta ver quem são os pacientes de psiquiatras e internos de hospícios e vão ver que grande maioria são funcionários desse banco”. Já em outro episódio Olavo mandou a seguinte letra para um participante: “Se você é um destes imbecis que fica entrando nessas presepadas de vender milk shake diet da herbalife eu recomendo que antes se trate duma doença mental latente chamada burrice e não me encha o saco!”

Mesmo assim, Raoni continua fiel ao dogmatismo olaveiro sem arredar o pé da sua devoção intelectual pelo astrólogo.

Agora vamos a um fato no mínimo estranho. Ontem eu postei um artigo intitulado: “O pastiche mal acabado de Olavo de Carvalho ao som do funk” no blog Sociedade Alternativa de Letras. Nesse post eu usei propositalmente os tags e marcações que são dos posts do Tavinho, pois o texto era um apanhado de críticas sobre o rapazola desmiolado feito por inúmeros desafetos dele. Horas depois o post em questão é apagado do blog referido e aparece num novo blog criado por um fake chamado Edu Klulix no qual este ser anômalo batizou Das Putarias. Até aí tudo bem não há nada do que se reclamar devido ser uma mera picuinha entre A, B ou C.

O que de fato causa estranheza nisso tudo é Raoni afirmar de forma categórica esse descalabro contra minha pessoa sem conhecer os fatos supracitos. Eis o comentário do Raoni mais vez para não restar dúvidas: “Raoni Latalisa Cozzi Putz Alonso Prado, vc ja foi melhor com fakes, me parece que esse vc fez pra ficar parecendo que é do Octávio Henrique mas pra no fundo a gente pensar que é do Roger Andre”.

Por que raios eu faria um perfil fake chamado Edu Klulix? O qual ainda pede para ser meu amigo no facebook? Por que ainda criaria um blog chamado Das Putaria com base nesse perfil fake com a nítida intenção de se passar pelo Tavinho o qual já xingo aqui e acolá abertamente e ainda pensando que isso vai cair nas costas do Roger o qual também detono aqui e acolá? Pior ainda por que diabos ainda postaria na porra do blog algo contra mim como é caso desse post de autoria do Roger: Alonso Prado = Poldinho? Por que o Raoni crê piamente que eu faria isso? A resposta não pode ser outra senão: Isso é uma conspiração de olavates contra minha pessoa! Ora bolas! Só pode ser isso mesmo!

 

olavo_carvalho

Vejam bem se não pode chegar ao ponto de ser isso mesmo: O Raoni e Tavinho são olavetes de carteirinha e sujeitos com um nível intelectual similar a duma vaca no pasto ruminando e produzindo fezes. Ambos tem baixa-auto estima, pois vivem sendo massacrados em todos os temas que metem o bedelho por causa do uso repetitivo de testes olaveiras. Ambos por si só já fazem um mal danado a si mesmos por serem esse dois panacas que ao invés de estudar ou ler um bom livro, preferem passar a vida crendo no tio Olavão e chorando pelos cantos que não são compreendidos em suas idéias.

Se o blog é o do Roger, do Alex, do Gnu ou da puta que pariu o Tavinho. Seja de quem for, o fato é que o Raoni deu muita importância ao blog Das Putarias e merece ao menos ser homenageado naquele blog pelo Edu Klulix fake de merda que Raoni acha que é a minha pessoa. Mas como não sou eu esse fake de merda nem dono daquele blog dos infernos, eu vou detonar o Raoni aqui mesmo enquanto ele ficar dizendo que a porra do fake e do blog Das Putarias são meus. Afinal, putaria por putaria eu faço as minhas aqui mesmo…

 

img_0500

Então vamos ver até onde o Raoni de Carvalho vai com essa teoria conspiratória de merda que esse fake maldito seja da minha exclusiva autoria e quando o Raoni resolver acusar outro, mesmo assim eu irei da mesma forma fazer questão de jogar a merda que ele mesmo produz na cara dele aqui nesse blog chamado Aloprado Alonso!

 

 

946213_471116479645011_217281532_n

 E tenho dito porraaaaaaaaaaaaa!

Meme Olavetes

foto (33)

Olavettes fãs do Feliciano e Malafaia e outros anômalos

Vejam bem, esses dias, eu defendia a falta de ética do Silas Malafaia em ser um escroque trambiqueiro da fé num arranca rabo como os olavattes jihadistas da comunidade Olavo der Carvalho no Facebook, os quais, defendem  integralmente esse anômalo e ainda por cima defendem Marcos Feliciano, que é o “tipo do sujeito semelhante ao Silas Malafaia, só que faz chapinha, depila as sobrancelhas, provavelmente usa saia, e tem um pareamento XY no cromossomo 23. E ainda é contra negros, homossexuais, ateus, e se diz defensor dos Direitos Humanos.

Realmente, com uma humanidade tão torta, ele seria o bom exemplo do que perpetrar no veio da discórdia social. assim como defendem o Silas Malafaia – defendi a tese da falta de ética de ambos. agora dessa vez defendo a falta de ética desse trio acima citado”.

Esse trio de porquinhos facínoras que posam de éticos e democratas ao grande público, mas que no fundo são totalitaristas direitistas enfronhados a espera duma pica de seu séquito fanático que precisa urgentemente ser execrado publicamente pelas mentiras que propagam e anomalias que defendem e modo hediondo que se portam!

Foda-se se Feliciano foi eleito democraticamente! Ele está lá representando uma parcela de imbecis que votaram nele e são tão racistas quanto ele. Racismo é crime! E se é crime ele é delinquente e quem apoia ele faz apologia ao crime de racismo!

Esse zé mané está folgando demais da conta já com a imunidade parlamentar dele e tá na hora da Polícia Federal enquadrar esse sujeito num ajaula com 30 crioulos pra enrabar ele… Daí ele poderá amaldiçoar a vontade…!!!

olavo educação

O mesmo serve para os olavattes que amaldiçoam como esquerdista e comunistas qualquer um que discorde de meio milimetro da doutrinação olavista que recebem via True Outspeak e cursinhos de filosofia que no máximo tem como alunos deturpados mentais em busca de um novo ídolo para embasá-los teoricamente na mesma merda que o Paulo Ghiraldelli Jr embasa seus corujetes no Hora da Coruja de forma contrária e hedionda.

São duas faces da mesma moeda da hipocrisia que reina absoluta nas redes sociais e sites de filosofia fundo de quintal em busca de cabeças ocas que se tornam papagaios treinados com os mesmos argumentos preconceituosos e descabidos de seus domadores e ai de quem discorde deles!

Deve ser por isso que o livro olaviano “O imbecil coletivo” é a magnus opus do mesmo, pois somente uma coletividade de imbecis poderiam ler e crer ao mesmo tempo naquilo com tanta devoção e  boa fé como se fosse um evangelho para direitistas meia sola.

E tenho dito!

Segue a matéria da Folha que revela mais uma ponta do iceberg do racista Feliciano:

http://www1.folha.uol.com.br/poder/1257600-feliciano-volta-a-afirmar-que-africanos-sao-amaldicoados.shtml

 

580315_307674252694587_209948195_n

Aloprado Alonso desmascara olavetes fanáticos.

há 46 minutos

Conselho de Medicina quer liberação do aborto; Pr. Silas comenta:
“Vou dar uma sugestão ao Conselho Federal de Medicina: rasgue o seu código de ética e cancele o juramento que vocês fizeram para o exercício da profissão. QUE VERGONHA! A medicina que deve lutar pela vida está pactuando com a morte de seres humanos indefesos.”

Curtir ·  · Seguir (desfazer) publicação · Compartilhar