A raça aeciana

Aécio é postulante a presidência da república. Todos sabem que ele é versado na retórica refinada até bem embasada em economia e políticas públicas. Todavia, o que salta aos olhos é o fato dele ter uma carreira política alicerçada à sombra da fama do avô Tancredo Neves.

Aécio teve votação expressiva no último pleito eleitoral de 2014. Mesmo sendo vítima duma suposta “fraude toffoliana” na saleta de totalização de votos do TSE, isso não torna ele um sujeito magnânimo e escorreito na política.

Aécio vocaliza um eleitorado carente e cafona, sendo o menos pior entre Marina Silva e Bolsonaro, ou qualquer outro do PMDB que possa aspirar a ser presidenciável.  Portanto, Aécio tem chances de ser o próximo mandachuva planaltino numa época em que a república carece de estadistas e lideranças políticas sólidas.

 

Há um sujeito oriundo de São João Nepomuceno que personifica o típico eleitor de Aécio Neves, seu nome: Hanger Bartholomeu, o ícone da indolência da classe média rentista bastarda do Plano Real. Desde que foi escorraçado duma agência do Bradesco, levando um chute no meio das nádegas brancas e moles, o sujeito vem sendo sustentado pela varoa, vivendo uma rotina de dona de casa e troll tucano nas redes sociais.

 

Hanger, mineiro castiço apreciador de lingüiça defumada, cervejinhas de marca importada, e fumante de Hollywood, não faz nada além de passar o dia lavando louça e provocando debates inúteis sobre política em grupos sub-olavianos, nos quais ele enaltece o seu ídolo eleitoral Aécio Neves.

 

A raça aeciana, a qual esse pária conjugal representa com maestria, é sem dúvida aquele tipo de pessoa que sobrevive do trabalho alheio, apostando numa vidinha fútil provinciana sustentada por aplicações bancárias sortidas como CDB pré-fixado, investimentos em fundos de crédito privado imobiliário e essas bossas bancárias para quem não consegue ser cliente da XP ou Clear investimentos.

 

Apesar de ter uma renda média estável, não quer saber da labuta, não quer sequer ajudar a própria progenitora que vive na penúria, o sujeito quer apenas e tão somente viver dilapidando rendimentos comprando carros semi-novos à prestação sem quitar nenhum leasing até o final ao ponto do veículo ser retomado depois de várias fraudes à execução. Esse é o tipo de gente que vive apostando na retomada da liquidez do mercado financeiro no dia que seu ídolo chegar ao poder.

 

Se querem saber do futuro de como será um eventual governo Aécio, olhem para esse tipo de gente que vota nele. Esse tipo de gente indolente, que sobrevive de capital de terceiros, que posa de sabichão, belo e moral, mas no fundo vive de fachada assim como Aécio que é mineiro viveu uma vida de playboy nababo no Rio de Janeiro como se fosse da gema de Copacabana.

Para fechar, o camarada ainda é torcedor do Fluminense, time mais corrupto do futebol brasileiro, depois do Corinthians laranja da Odebrecht no esquema do Itaquerão.  Se querem Aécio no poder, saibam de antemão, quem vota nele é uma raça que vive de engabelar pobres inocentes em troca de favores. Se Aécio for presidente, Hanger Bartholomeu e toda escória aeciana, irá ter orgasmos múltimos pela via retal. Pois, até mesmo a masculinidade deve ser fachada para inglês ver…

 sinatra

 

 

 

Anúncios

Sobre Aloprado Alonso

O cara mais aloprado da internet - barbudo, blogueiro, rockeiro, mulherengo e sempre tentando parar de fumar ...

Publicado em 18 de dezembro de 2016, em Uncategorized. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: