Arquivos do Blog

Menos Ana Júlia menos…

No day after da maior derrota já sofrida pelo PT nas urnas, o que fizeram os petistas? Reconheceram a derrota? Fizeram um mea culpa? Foram humildes e enxergaram os seus erros? Não, de forma alguma. Os parlamentares petistas apareceram neste começo de semana com o mesmo discurso virulento contra a PEC 241 (agora PEC 55, no Senado), e defendendo com unhas e dentes a ocupação de escolas. Nesta questão da ocupação, ao tentarem elevar a estudante Ana Júlia à posição de símbolo nacional, mostram que não estão preocupados com a qualidade do ensino, mas apenas com a luta política. Derrotados nas urnas, o PT está tentando cooptar o manifestante do futuro. Ignorados pelo povão e rejeitados pela classe média, os petistas tentam se reinventar buscando apoio em jovens que ainda nem entraram para a vida política. Com certeza, acreditam estar formando uma nova base para lhe dar sustentação nas ruas. Sem mortadela para oferecer, o PT tenta conquistar novos adeptos com mentiras e manipulações. Não será assim que conseguirão fugir do abismo.

 

A questão da fama repentina da estudante secundarista Ana Júlia Ribeiro, que fez sucesso ao defender a ocupação das escolas. A crítica que fizeram sobre essa militante mirim da esquerda, que ofendeu a esquerda nas redes sociais, foi a de que a estudante disse reiteradamente ser apartidária, o que, depois, se mostrou uma afirmação mentirosa. Além de ser filha de um advogado e militante petista, Ana Júlia havia sido orientada pelo deputado estadual Tadeu Veneri, do PT. Ontem, a estudante (que, na verdade, compõe um movimento que não quer deixar ninguém estudar) esteve em Brasília, onde participou de um evento organizado pela senadora Gleisi Hoffmann, e no qual pontuaram senadores petistas e lideranças de movimentos sociais de esquerda. No seu discurso, a estudante filha de papai petista disse que “nós vamos desenvolver métodos de desobediência civil, vamos levar a luta estudantil para a frente”. Além do discurso totalmente partidário, ainda é incendiário, muito parecido com o que é feito por UNE, MST, CUT e outros da mesma estirpe. Ana Júlia tem toda a liberdade para se tornar uma militante petista, mas já começa muito mal sua carreira mentindo ao dizer que não tem partido.

Escolas invadidas por massa de manobra juvenil do PT no PR é amostra grátis do que esse estado se tornou nos últimos anos: Um buraco negro!

 

99629478-3197-4347-99a3-97be5fb9f1a8

 

 

Esquerda vs Direita = Caos social

É grotesco o grau da esquizofrenia – eufemismo para parcialidade populista – que toma conta das redes sociais através de certos militantes da esquerda arcaica, com mentalidade deformada, os quais se manifestam babando extremismo. Sou obrigado a mais uma vez colocar na linha de fogo lulopetistas que também no fundo são chavistas e sujeitos infiltrados em movimentos como a Via Campesina, MST e com ligações estreitas com todo menu ideológico do PSOL linha auxiliar do PT e PC do B.
Apesar de estar convicto que na direta existem pessoas tão estafermas e mal intencionadas, a saber; coxinhas incultos, reaças militaristas adeptos da lobotomia olavista, bolsonarismo, felicianismo e até do cunhismo maquiavélico, isso não altera um milímetro a falta de ética e perfil anti-democrático dos militantes de esquerda. Esses dois  mundos são refratários das duas faces da mesma moeda do extremismo e intolerância social e política. São pessoas que engrossam as fileiras do caos social brasileiro e agem em sintonia para desvirtuar qualquer mudança positiva que possa haver no Brasil no meio desse cenário de incongruências e corrupção.
Ontem o 30 de Maio na Venezuela deu uma grande lição aos militantes brasileiros, pois oposição se faz de forma séria e honesta e não com pieguices conceituais de filósofos que são astrólogos e cantores que são oportunistas ou líderes políticos que detém planos de poder a curto, médio e longo prazo. Os brasileiros eivados de ignorância cultural e política se entregam para esses crápulas políticos suas mais nobres convicções para que os mesmos as transformem em extremismo e futilidades contraproducentes para causas realmente nobres.

Os portais de notícia nacionais trabalham a favor da desinformação, exemplo clássico disso são os jornais, sites, emissoras e revistas pertencentes ao Grupo Globo, onde informar é a arte de ocultar e transgredir a verdade dos fatos na sua raiz e decorá-la com falsas concepções da verdade. Exemplo disso são as notícias que um dia apontam para uma história e no outro dão motivos para que essa mesma história tenha inúmeras versões diversas em toda mídia as quais não fecham com o noticiado pela imprensa global e nem com a imprensa chapa branca sem pedigree.

As pessoas, ora enganadas e crentes em certas correntes de direita tanto quanto de esquerda, em grande parte dos casos consomem reportagens políticas e econômicas direcionadas que limitam-se a insinuar que o fato noticiado foi uma consequência de uma disputa entre facções rivais dos conservadores da direita em face dos mais progressistas da esquerda no contexto político e social nacional e vice-versa. O controle dos pontos de vista sociais dessa forma é antagonizado para criar um cenário perfeito para o divide et impera. Desde assuntos como liberação da venda de drogas até aborto a disputa se acirra a cada dia que passa, mas quem perde com isso são as pessoas quem vivem no meio do fogo cruzado e bombardeio ideológico no sense eivado de más intenções e extremismo vil.

A visão a olho nu desse lapso mental do brasileiro mediano que é absorvido por essa jogatina de conceitos e informações é notória. Isso está sendo refletido na forma pelas quais cada dia mais as pessoas rechaçam a política tradicional como forma de compilar e atender seus interesses cívicos e direitos difusos deixando o campo político à mercê de fanáticos que sobrevivem alimentados por factoides. Em matéria de debates sobre costumes e direitos da família, a guerra agressiva de intolerância se instala entre essas pessoas, prós e contras baseiam-se em depoimentos de fontes que só preconizam a disputa retórica e nenhum argumento que gere bom senso e direção saudável para essas pautas. Nesse ringue de idéias é onde vemos integralizar-se um desses caos sociais do nosso tempo: a intolerância.

Os diversos textos de blogs, hangouts, tuitadas que circulam na internet expressam conteúdos e relatos passageiros sem profundidade sobre questões sociais, políticas e econômicas em grande parcela dos conteúdos observáveis e mais acessíveis. Pesam mais ainda nas pautas de debates os ataques proferidos por sub-celebridades e militantes incautos que discorrem sobre política com espaço na mídia, os quais se valem dessa exposição e seguidores para se tornarem porta vozes duma massa corrompida pela desinformação. Compreensivelmente muitas pessoas de bom senso e que filtram informação e conceitos estão assustadas com esse cenário de repetição à exaustão de argumentos falidos e teses capengas sobre política e sociedade. As pessoas que realmente pensam e debatem no Brasil estão à margem da pauta de debates em nossa sociedade, pois o patrulhamento ideológico é patente seja na esquerda ou na direita. Pensar independente dessas raízes ideológicas é heresia e logo é rechaçado pelos grupos tribais que exalam intolerância primitiva e anti-civilizatória.
Vemos hoje me dia a osmose do caos com vereadores e prefeitos despreparados conduzindo os assuntos públicos repetindo os mesmos erros de conduta da presidente também despreparada, governadores, deputados e senadores oportunistas que dão um toque ainda mais dramático para nossa situação de falta de consciência política e ética. Para comover os eleitores grande parte dos políticos age como vendedores de propostas que levam o eleitor a crer que eles são pessoas que irão realizar grandes feitos, quando na verdade estão interessados em realizar caixa dois, desvios para seus patrocinadores eleitorais e manter grupos de interesses sugando as entidades públicas de administração.

Isto nada mais é do que reflexo do brasileiro que vota mal, que entende pessimamente de conceitos políticos dos mais simples e desconhece os mais complexos totalmente. Uma nação com esse nível decrépito de entendimento e embasamento político e social tende a ser massa de manobra do populismo e demagogia por prazo indeterminado. Em face desta realidade obtusa e cruel cabe a nós cidadãos refletir constantemente sobre aquilo que estamos aderindo em matéria de filosofia política; e quais pontos de vistas estamos defendendo ou endossando com conhecimento da profundidade de suas raízes teóricas e práticas. Caso contrário a turba organizada, os pelegos seguidores de caudilhos e extremistas eufóricos em breve estarão dando as cartas em todos os recantos do país, estarão cerceado nossa liberdade de expressão e de opção de quais caminhos queremos trilhar, qual legado podemo  deixar para as próximas gerações.
Complementando, o movimento liberal está para o libertarianismo como o movimento socialista está para o comunismo. Mesmo que como ideais filosóficos racionalmente cativantes, são impraticáveis na vida real. Ironicamente o liberalismo é a forma utilitária de se trabalhar o cenário sem tantos fanáticos dando palpites em causas sérias e necessárias para o desenvolvimento social, econômico e político deste Brasil; um Brasil que se vendeu ao populismo e extremismo radical de diversas fontes.

“Desconfio muito dos veementes. Via de regra, o sujeito que esbraveja está a um milímetro do erro e da obtusidade”. Nelson Rodrigues

img_0060

Nota de repúdio aos Jeans Wyllys e Lucianas Genro genéricos

Nota de repúdio aos Jeans Wyllys e Lucianas Genro genéricos

deputado “puxado” maledicente Jean Wyllys do PSOL chamou de “analfabeto político” o líder do Movimento Brasil Livre, Kim Kataguiri, um dos responsáveis pelo sucesso do ato anti-Dilma de 15 de março, que incomodou – e muito – a linha auxiliar do PT. Jean Wyllys que desde os tempos do BBB só fala pelas costas, ouviu o que deveria ouvir e até agora – dias depois – ainda não inventou uma desculpa esfarrapada para evitar do debate contra o duelista que desmascarou o mesmo em seu vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=oMVWGlZ-aX4

Vamos ver se o deputado taxa o Kataguiri de homofóbico ou qualquer coisa do tipo ou aceita mesmo debater contra o suposto analfabeto político…

jwdenovo

Por falar nisso, esse assunto está bombando nas redes sociais e blogs, porém há uma horda de MAVs PSOL e PT que estão defendendo com unhas, dentes e tacapes o pobre Jeanzinho do BBB nesses blogs que o governo continua a bancar os blogueiros chapa-branca e chapa vermelha de papel crepom com bolinhas rosa shock. Na maioria dos casos todos são um fracasso como redatores, mal sabem inferir assuntos, só extrapolam tudo na base do discurso “Maldito seja Jair Bolsonaro”… Por outro lado o governo prova mais uma vez que joga dinheiro no lixo, pois ninguém lê aqueles velhos mercenários que topam qualquer programa por uns trocados só para defender o indefensável e quando lêem dão risada da cara deles. No máximo esses blogs endinheirados pelo governo servem para alimentar a moléstia mental, moral e intelectual dos pseudo-eruditos não divergentes do atual sistema gerado pelo analfalulismo.

Afinal de contas, segundo o relatório do próprio PT, o deputado Jean Wyllys, cuja página no Facebook “tem um peso maior na defesa do governo” do que todos os outros juntos é algo que precisa ser protegido devido ser bucha de canhão da causa petralha.  Os marionetes que idolatram o mesmo vocalizam e que à exaustão nos próprios perfis de redes-sociais o mesmo discurso de Jean Wyllys também ficaram ofendidinhos com as verdades lançadas pelo vídeo do Kim Kataguiri dias atrás.  Disso não resta dúvida. Basta visitar a página do seu amiguinho psolista mais próximo para atestar isso.

Nas redes sociais podemos atestar ainda que há uma epidemia de Jeans Wylllys genéricos que em suma também são invariavelmente homossexuais de mau caráter que passam por lavagem cerebral nas universidades para além de queimar a rosca, colar o velcro, dar beijo grego no fiofó alheio a troco de mortadela, fumar maconha e defender MST, PSOL, Luciana Genro e afins também se prestam ao papel de manifestantes de ocasião da CUT, do PT, da Juventude Comunista do PC do B que explode portaria de editora ou qualquer coisa que tenha bandeira vermelha ou socialismo mal intencionado no meio.

Seres bestializados e vendidos iguais ao deputado Jean Wyllys existem muitos infelizmente. Essa é a conclusão que chegamos com medo que uma dia num futuro próximo o ENEM chegue ao descalabro de citá-lo com pensador político ou filósofo cultural brasileiro do século XXI.

Já havia publicado anteriormente uma “Nota de repúdio ao Jean Wylly genérico”  na qual já evidenciava uma figura em particular semelhante   aos muitos devotos da esquerda que dizem que defendem negros, minorias, LGBTs  e toda aquela cartilha comunista pré-moldada como se todos fossem vitimas da sociedade por erros acumulados na história social ou econômica  segundo eles escrita exclusivamente por uma classe média e alta bastarda que deveria pagar ainda mais tributos devido serem uma elite calhorda que manipula e oprime as camadas referidas devido seu poder social oriundo do maldito capital e cultura machista elitista racista etc etc etc.

Na maior parte esmagadora dos casos os ora referidos ativistas genéricos de figuras deletérias da política socialista brasileira só despejam argumentos toscos e ranço contra pessoas de condição social mais elevada com base em argumentos de Luciana Genro, Jandira Feghali, Maria do Rosário e desse tal Jean Wyllys dentre outras figurinhas socialistas anti-homofobia, anti-golpismo, anti-capitalismo burguês etc… Em resumo, se valem sempre do mesmo velho discurso e debate repetido da esquerda asquerosa já ironizado e destroçado até em programas de humor como do Danilo Gentili.

O fato não se resume aos Jeans Wyllys genéricos, nem também as ditas Luluzinhas Genros macho e fêmeas (feministas) que passam sua vidinha defendendo a mesma agenda furada de Luciana Genro e do PSOL como se fossem dogmas sociais inquestionáveis.  A lavagem cerebral e idolatria é tamanha que algumas pessoas retuítam e compartilham cada declaração desses sujeitos e ainda transcrevem loas e discursos apologéticos aos seus ídolos em face dos coxinhas, reaças, elite branca, e toda população economicamente ativa que sustenta o sistema opressor e corrupto anti democrático e blá-blá-blá…

O caso é de saúde mental, pois até mesmo o Sibá Machado tem seus adeptos que crêem piamente que a CIA está financiando um gigantesco movimento secreto golpista e midiático contra Dilma, Maduro e Evo Morales, isto é, Fidel Castro e sua trupe sul americana empossada em eleições justas, sem fraudes, com vasto apoio popular devido terem potencializado o poder econômico da nação inteira, erradicado a miséria mesmo que seja com base de elevados impostos, elevada inflação e dólar nas alturas etc.

Nesses momentos e diante de escabrosidades dessa monta, quando me perguntam o que acho desses partidos tais como PT no poder a resposta é bem clara: Um partido que seja capaz de tudo para se manter no poder é algo que deve ser combatido pelo próprio povo. Lembro vocês da história das pessoas do referido partido: Zé Dirceu, Zé Genoíno, Franklin Martins, Dilma Rousseff, Lula e grande elenco já foram terroristas, guerrilheiros, assassinos, seqüestradores, delatores em outros regimes. A história deles já coloca em xeque seus escrúpulos e moral, mostram com nitidez do que são capazes de fazer pelo poder.

Portanto mentir em campanha, cooptar instituições, incentivar a criação de um exército paralelo (MST), mudar metodologias e mensurações oficiais para melhorar o “desempenho” do governo, mesmo os enormes esquemas de corrupção montados nos últimos anos, a aproximação com países de mesmo viés ideológico, os empréstimos secretos do BNDES, para mim é apenas a ponta do iceberg.  Caso esse governo seja deposto por qualquer medida, muito mais sujeira virá à tona.

Lembrando que eles não lutavam nem nunca lutaram por democracia. Eles lutavam pela ditadura nos moldes socialista-marxista cubano, de onde aliás, muitos foram financiados e receberam treinamento, o que explica o especial carinho do governo pela ilha paradisíaca produtora de charutos.

As pessoas deveriam olhar mais a história e atitudes das pessoas públicas. A biografia dessas pessoas dizem mais do que se possa imaginar…

O trabalho não dignifica o homem segundo os manifestantes da CUT

mimamimimi

O cartaz do rapaz é realmente de ridículo. Faz-nos lembrar da palhaçada imbecil do “Ame-o o deixe-o” da direita militar nos anos de chumbo. Enfim, a mesma coisa.

Alguns fatos sobre trabalhar no EUA no setor de faxina: Tem alguns trabalhos aqui de limpeza que chegam a tirar U$ 72 por dia x 3.20 = R$ 230,00 por 8 horas diárias x 6 dias na semana $ 432 x 3.20 = $ 1.382,40 x 4 semanas = $ 1.728 x 3,20 = R$ 5.529,60 ou até um pouco mais… Já no Brasil os garis cariocas estão em greve e ganham para limpar as ruas na faixa de R$1.100 por 44 horas de jornada semanais e mais alguns embutidos como ticket refeição de RS 20,00.

Queria falar para esse “camarada” da foto duas coisas: Ninguém que odeia o Brasil luta contra o país, como parece ser o caso do mesmo. Quem quer o país melhor luta pela educação, saúde e segurança etc. Quem odeia o Brasil e seu povo defende quem rouba a Petrobras, rouba os impostos, quem corta benefícios dos trabalhadores assalariados e de baixa renda etc.
Segunda coisa: Inspire-se em Joaquim Barbosa, que um dia foi faxineiro de latrinas, e estudou e sem dúvidas se tornou um homem que com o seu esforço e méritos pessoais venceu na vida numa sociedade onde há muitos ainda que preferem viver encostados no governo como se fossem paralíticos inválidos.

Aos manifestantes da CUT que se solidarizam com a causa trabalhista nossos sinceros votos de: Arrumem um emprego para terem algo melhor que fazer do que defender e propagar mentiras numa sexta feira em pleno horário comercial. Afinal de contas, não é todo dia que tem manifestação para receber o cachê de R$35,00 e uma marmitinha bancada pelo dinheiro do contribuinte né?