Nota de repúdio aos escroques interioranos que querem posar de vítimas

Seja cauteloso e tome cuidado para não escrever na janela errada, vá na churrascada e não peça uma lingüiça ao invés de picanha, aprenda a arte de dar um desconvite, não decepcione o papai que lhe deu seu nome e we have a man on their boat… or not!

Acham mesmo que a teoria da conspiração fomentada por sujeitos pés rapados do interior que querem ver esse blog ruir e atingir pessoas as quais não vão com a cara pelo simples fato de serem pessoas e não indigentes que sobrevivem de favores dos outros é realista? Ufa! A sentença interrogativa direta sem vírgulas deve ter dado um nó na cabeça desses semi-analfabetos interioranos que freqüentam esse blog para printar seu conteúdo e levar para seus advogadozinhos pés de chinelo que desconhecem tanto a lei de crimes digitais, quanto as leis de proteção à propriedade intelectual privada.

Nada contra os causídicos do interior paulista que sobrevivem de assistencialismo e captura de clientes dos mais sórdidos e fazem propagandismo vetado pelo estatuto dos rábulas, mas tomem tenência, levar a cabo uma propositura da ação que vai terminar em reconvenção dada a situação de violação da privacidade alheia e falsas acusações quanto à identidade física de determinadas pessoas é no mínimo risível. Basta o sujeito aparecer no dia da audiência, com seu terno alinhado, cabelo sedoso, barba aparada, abrir sua carteira, pegar sua carteira de identidade e esfregar na cara dos peticionários e pedir uma farta indenização por danos morais e quebra de sigilo da informação. Eis a famigerada reconvenção dando o ar de sua graça entonces cavalheiros! Quem conhece os meandros da lei sabem de que estoy hablando. Afinal de contas, o que impera na sociedade é o direito de resposta correspondente ao agravo e não o contrário disso.

Perante isso não convém o sujeito, obeso e em tratamento psicoafetivo ou raquítico com cicatrizes de porrada na cara recorrer aos seus coleguinhas com noções de informática ilegal para alavancar e forjar provas. A lei não considera como provas dados obtidos ou forjados sem tutela de peritos judiciais capacitados para tais finalidades; e isto em sede de motivos que ferem a incolumidade da segurança púbica e não privada dum bando de empedernidos. A lição da árvores dos frutos envenenada é soberba nesse caso e destroça qualquer alegação nesse sentido de aproveitamento próprio. Além do mais, as acusações são cruzadas, começa com um denegrindo a opinião do outro e baseando sua certeza de estar com razão no fato de que o interlocutor fora arrogante e deselegante em sua liberdade de opinar sobre determinados assuntos, além disso, foi tão sem educação com quem ora acusa tratando a figura da mesma maneira inicialmente que recebeu o mesmo tratamento, e agora posa de vítima da sociedade que vive. Portanto, reclama como um garoto mimado com ego minado por uma família ou más companhias que não lhe ensinaram a respeitar as opiniões dos outros. No máximo vai conseguir configurar retorsão injuriosa imediata e levar o juiz a julgar o processo em favor da parte que não violou leis que protegem o conteúdo privado de informações pessoais de outrem, seja Ali Babá e os quarenta ladrões ou Roberto Carlos. Isto é, não importa se é um sujeito é real ou imaterial, o que importa é que ninguém nessa vida pode manifestar uma proposta de violação de direitos violando outros. A máxima latina “prudens in loquendo est tardus” deveria ter sido seguida à risca pelo ora choramingador profissional que me acusa disso e daquilo e acusa outros de coisas ainda mais sem nexo causal. Aprenda ao menos essa lição meu caro desafeto, ou recorra ao colo do papai e da mamãe para eles lhe darem um chupeta. Ao menos isso lhe fará ficar calado. Ou queres uma pica goela  abaixo como o seu coleguinha? Tu és quem sabes, mas não sabes quem sois a quem diz ser outra persona, assim dir-se-á de ti que és néscio, tolo e grastricamente inflado pela gula!

No entanto, fatos de notório conhecimento da sociedade seja local ou nacional, divulgados pela própria pessoa, como ser militante ou não de determinado partido onde ser desonesto moralmente e intelectualmente é toada que perfaz a condição de mamãe quero ser Fernando Haddad e taxar os outros de coxinhas e liberalecos pejorativamente; isto ainda embasa que os sujeitos são dados ao acinte de forma recorrente. Ora bolas do meu saco, senhoras e senhores, criem vergonha nessa cara que nasce barba e cabeças já calvas e honrem ao menos as suas famílias não precipitando uma guerra de egos patrocinada por um gorducho chorão que não admite ser petista e um baitola que não assume sua vida profana de dar marcha ré no kibe alheio.

Já sei que um é isso e outro aquilo por informações repassadas por gente da mais refinada procedência afirmam que um é vítima de bullyng desde os tempos de colégio e é enfiado em encrencas, assim como o outro, a troco de querer estar sempre com a razão. Ora, está mais do que na cara que são dois marmanjos decadentes que querem dizer como os outros devem levar suas vidas e sobre o que é o certo e errado na vida de cada qual daqueles que tem a infelicidade de cruzarem seus caminhos obtusos e tortos. O tormento que essas pessoas adoram granjear na vida alheia faz parte da sua vida medíocre e fracassada. Não há remédio ou tratamento que cure isso, não há nem reencarnação ou tapa na cara e voadoras no peito que façam gente assim desistir de ser malévola e maledicente. Já dizia um ditado: Casa de ferreiro espeto de pau – Assim sendo, clamam por honradez e justiça, porém fazem isso desonrando e injustiçados a quem quer que seja. Isso é no mínimo hipocrisia. Além de tudo, nunca reconhecem que são pessoas de pavio curto e dadas a entrar numa briga por ninharias sem sentido. Se lhe erram o troco são vítimas das mais imoderadas roubalheiras do universo. Gente assim não precisa de razão, gente assim precisa de tratamento psiquiátrico!

E tenho dito!

Anúncios

Sobre Aloprado Alonso

O cara mais aloprado da internet - barbudo, blogueiro, rockeiro, mulherengo e sempre tentando parar de fumar ...

Publicado em 15 de junho de 2015, em Comportamento e marcado como , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: