BJ a bailarina lobisomen

Eis um testemunho da lavra do famigerado Brayner ex-moderador do Grupo Ringue Filosófico no Orkut cujo depoimento esclarece fatos sobre a luta insana de Big John contra Aloprado Alonso:

“Relembrar o passado é tão nostálgico que até experiências desagradáveis perdem a sua carga negativa depois de bastante tempo, então não desperta em mim nenhum sentimento desagradável relembrar do que ocorreu em 2011 no grupo Ringue Filosófico.

Vamos lá:

Quando surgiu no RF o tópico “Juventude imbecil do Brasil Varonil”, criado pelo novo e excêntrico membro da comunidade, Aloprado Alonso, rapidamente a antipatia de vários jovens da comunidade foi obviamente despertada.

O novo recém-chegado notoriamente tinha a intenção de despertar antipatia e parecia de alguma maneira se divertir com tal coisa, além de demonstrar uma posição de louvor em relação à si mesmo.
Pouquíssimo tempo depois, apareceu aquele que se dizia “O Lendário”, o cavaleiro que cavalgava em terras estranhas. Big John foi ignorado por bastante tempo, até que diante do tópico do Alonso, que até então era o mais polêmico do momento, posicionou-se como defensor dos jovens que lá se encontravam, intitulando Alonso como “pedófilo intelectual”, aquele que se divertia às custas de gente que gozava de um intelecto grande, porém limitados por sua pouquíssima maturidade. Nesse aspecto, John e Alonso eram opostos, porém, tinham uma característica em comum: uma aparente falta de humildade e interesse por alimentar a própria fama.
Talvez pelo coincidente aparecimento quase simultâneo dos dois e essa característica em comum, muitos acusaram Big John e Aloprado Alonso de serem uma mesma pessoa usando dois perfis fakes distintos. Eu nunca acreditei em tal coisa e até hoje não acredito, embora nunca tenha recebido quaisquer provas de uma coisa ou outra.

Na época, eu levantava a mesma bandeira que Big John naquela discussão específica. E como eu era muito pacifista, por muito tempo entrei em discussões com Aloprado Alonso. E coincidiu a aparição na mesma época de um perfil fake meu, fazendo falsas acusações em meu nome e repetindo frases usadas por mim antes para reforçar que realmente era eu.

Sendo que este perfil acessava um blog do Aloprado Alonso do qual eu sequer era leitor, e quando eu fiquei sabendo que existia lá uma famosa saga chamada “A guerra assimétrica dos boçais manipulados”, aquilo já estava rolando faz tempo.

Agora, no presente, o surgimento de um perfil fake coincide com uma tentativa do Big John de tirar Alonso Prado de um concurso de contos que está acontecendo na internet.

Tenha sido Big John o criador deste fake, ou o próprio Alonso que criou para sí este “fake tarado” na intenção de acusar o Big John, (espero tudo de quem já leu Maquiavel como eles) eu no lugar de Alonso enquanto vítima, com base no conhecimento da excentricidade de John eu creria que foi ele, Big John, o operador dessa maldade.

Com base em provas, eu não creria em nada. Eu só teria a minha convicção interna, que para outros não teria serventia alguma.

O que quero dizer, é que a base que Alonso Prado tem para acusar Big John de ter criado esses fakes é nenhuma. E que se este quiser exigir alguma credibilidade para essa exposição de suas convicções internas, estará implicitamente afirmando que as antigas convicções internas de Brayner Afonso de que seria Alonso o criador do seu perfil fake eram também dignas de credibilidade.

Mas Alonso insiste em usar esse suposto ato de covardia do John para alimentar sua fama e causar estardalhaço. Com isso, a fama dos dois cresce nesse ambiente de poucas pessoas que nunca se viram pessoalmente.

Se um dia eu repudiei essa excentricidade, hoje eu não mais repudio. Considero essa a arte de Big John e Aloprado Alonso. A arte de se auto-promover diante de intelectuais, talvez porque a admiração de um intelectual valha mais do que a de mil ignorantes.

Como eu sou um amante e praticante das artes, talvez eu entenda um pouco desse sentimento. Embora não seja uma arte de meu agrado, cada um tem o seu gosto e isso não se discute. Divirta-se com sua batalha, Alonso Prado. Tire proveito dela ao máximo, pois não a condeno, e ainda que condenasse, isso não afetaria você em nada. Mas que fique bem claro pra mim e pra você o que está acontecendo aqui.

Brayner afonso (aquele que nunca cavalgou)

Em resposta ao texto do Brayner esclareço o que já havia dito antes com alguns adendos:

Coisas do passado, presente, e futuro ditas pelo Big John referentes à minha pessoa sempre foram, são e serão calúnias, mentiras deslavadas e falsos testemunhos! 

Em verdade vos digo, lá estava eu cuidado de responder inúmeras postagens da juventude amazonense e pernambucana nos idos tempos da Ringue Filosófico no Orkut e eis que surge um ser que se dizia cavaleiro galopante em terras estranhas com sua espada retórica afiada disposto a me enfrentar num debate sobre um assunto qualquer para provar que ele Big John era o senhor dos senhores da sabedoria e inteligência sobre todos os assuntos que permeiam a humanidade, desde duma conversa de boteco até as metafísicas mais incógnitas da filosofia e transcendência.

Aquele tom megalomaníaco do Big John de fato me chamou a atenção, me fez olhar para um ser sem humildade alguma, para uma pessoa que recorria a demagogia e palavras empoladas em auto louvação que no fundo só evidenciavam uma pessoa estúpida e sem noção da realidade que bancava o Dom Quixote das redes socais. 

Pois bem, o tempo passou e Big John continua na mesma tônica atabalhoada e insana, cada vez mais grave e mais alucinada e vasta em calúnias. Ele julga que sou o diabo e que ele é o Apocalipse que irá esmagar o demônio e extirpá-lo do nosso mundo. 

Ora bolas do meu saco! O que devo fazer em relação a uma pessoa que me agride sem motivos devido achar que sou a mais pura e cabal representação do mal na fértil imaginação desse cavaleiro lendário que vive á base de Rivotril e Lexotan desde raiar do sol até o desaparecer da lua cotidianamente? 

Alguém me responda isso por favor! Pois se não for mais possível se divertir com as alucinações grotescas do Big John em relação a minha pessoa, a qual ele sente tamanha atração eu não sei o que devo fazer em relação a este pobre e mentecapto homem que vive pegando no meu pé com desejo em pegar até no meu bilau! 

Sim! É vero! Esta semana o BJ criou um novo perfil fake feminino denominado Joana alguma coisa, esse perfil fake criado por BJ sem a menor dúvida, por sua vez solicitou amizade no meu perfil e logo aceitei para ver quem era. 
Eis que ele (BJ) se passava por uma fogosa senhora paulista com fogo no rabo e demais cavidades dizendo BJ através de seu perfil fake: “quero ser amado por um homem peludo e barbado”… Sim ele caiu no erro de usar “amado” e não “amada”

Me diz Brayner quem é o doido nessa história? (A pergunta ainda persiste sem resposta…)

Note  ainda o seguinte:

  • O seu testemunho é salutar em apontar que quem estava fazendo fama e se auto-promovendo na RF através dum tópico de destaque com mias de 500 postagens em menos de uma semana era eu Aloprado Alonso e não Big John. – BJ era um ser desconhecido até então, um zero a esquerda como ainda é hoje se não viver nas minhas sombras. BJ apenas pegou carona na minha tacada certeira de marketing e se aproveita dela desde então posando como meu maior adversário e crítico.
  • BJ nunca teve originalidade para coisa alguma. Apenas se valeu duma postura de Dom Quixote alucinada devido problemas de ordem mental e emocional. Nunca foi capaz de criar e gerar coisas inovadoras como debates com jargões argumentativos coringas e histórias de fundo ficcional para enfrentar os adversários, nem mesmo debater de forma séria e eficiente em momento algum sempre preferindo atacar pessoas e criticá-las com bases em supostas verdades que só existem na cabeça dele.
  • Muitos tratam BJ como um mero retardado. A começar pelos seus colegas de debates que o conhecem de longa data. O mais efusivo nesse tipo de tratamento sou eu Aloprado Alonso de fato, mas note que o Gnu, Chico Sofista e Alex Luthor e tantos outros tratam BJ como se fosse um palhaço ou um sujeito desprovido de capacidade intelectual que simplesmente desconhece o quanto é ignorante e sempre dão razão para as choradeiras dele em tom jocoso.

E tem mais…

É fato notório e amplamente reconhecido que BJ Xavier usou perfis fakes femininos a vida toda em sua carreira de trollagem nas redes sociais e usou ainda esses perfis fakes de mulherzinhas para trocar carícias virtuais com o Roger Macaco e outros marmanjos. A história é tão reconhecida como real e fato verídico por todos que conheceram o perfil Mayara como no caso o Chico Sofista que também caiu no golpe do perfil fake mulherzinha do BJ.

  • O perfil Mayara teoricamente era duma mocinha japonesa amante de artes marciais e balé, filmes de terror e avetura e ainda por cima estudante de medicina psiquiátrica sem o menor conhecimento de conceitos básicos de medicina clínica (assuntos que o BJ ama destrinchar da mesma forma) e que tinha total afinidade com as decisões do BJ Xavier no Reino de Debates ao ponto de ter se tornado a última proprietária do grupo.

Essas são evidencias que o Brayner não leva em conta na sua abordagem, mas que são de amplo conhecimento geral da galera que convive com BJ Xavier nesses últimos anos a partir do evento supracitado no artigo do Brayner.

Humor-Sumo-in-tutu-2-e1325708901517

Anúncios

Sobre Aloprado Alonso

O cara mais aloprado da internet - barbudo, blogueiro, rockeiro, mulherengo e sempre tentando parar de fumar ...

Publicado em 12 de outubro de 2014, em Duelos Retóricos. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: