Libertati viam facere

O vocábulo corrupção caiu definitivamente na boca do povo. Falar sobre corrupção e desmandos políticos se tornou assunto corriqueiro em todos temas ligados ao nosso cenário político e social. A ganância e difamação em face dos inimigos políticos de última hora fazem parte da ética torta dos corruptos tanto quanto sua falta de transparência e desonestidade.

O uso de retórica dissimulada e calúnias contra adversários é amostra grátis duma classe que se corrompe vez após vez e se afasta do verdadeiro senso do serviço público com probidade administrativa e comportamental tal como o diabo foge da cruz.

O que já era ruim nesse campo eivado de lama e areia movediça se tornou ainda pior e ainda mais insidioso e maléfico capaz de corromper mentes e sentimentos desvirtuados da realidade e indiferentes ao uso da habilidade crítica construtiva diante de realidades sociais e econômicas.

Tudo hoje em dia é forjado em nome da ideologia, poder e falsas honras. Sem menor disfarce ou comedimento corruptos demonstram o seu vasto apego ao poder e lançam suas garras sobre este status como vermes em carnes apodrecidas.

O homem de bem, aquele mediano e comum que todos os dias pela manhã acorda para sua batalha laboral se vê refém desses e pouco ou nada pode fazer, pois está acorrentado e atado num sistema onde a justiça é mão forte contra os justos e cega em face dos soberanos.

O sustento desse sistema apodrecido sai das mãos desses homens e mulheres com dignidade que se sentem indignados com tantas desordens como se não houvessem mais leis que imperem para lhes dar proteção. Isto, senhoras e senhores, é fruto da corrupção e também da inércia em manter-nos calados ante aos atos ímprobos e calamitosos que nos cerceiam da verdadeira liberdade e justiça.

Recai sobre nossos ombros o dever de agir contrários a isto, sempre sem cessar, e continuar a lutar até vencer aqueles que nos aprisionam em nossos lares e se aproveitam de nosso suor sagrado.

Não tenhamos medo, nem nos acovardemos ante aos maus ou estaremos lhes dando mais uma vantagem indevida…

Tracemos nossos caminhos e nos libertemos dos opressores corruptos que sugam  da nossa dignidade o seu próprio sustento e realização de seus próprios interesses!

“É impossível levar o pobre à prosperidade através de legislações que punem os ricos pela prosperidade. Por cada pessoa que recebe sem trabalhar, outra pessoa deve trabalhar sem receber. O governo não pode dar a alguém aquilo que não tira de outro alguém. Quando metade da população entende a ideia de que não precisa trabalhar, pois a outra metade da população irá sustentá-la, e quando esta outra metade entende que não vale mais a pena trabalhar para sustentar a primeira metade, então chegamos ao começo do fim de uma nação. É impossível multiplicar riqueza dividindo-a“

Adrian Rogers, 1931

Anúncios

Sobre Aloprado Alonso

O cara mais aloprado da internet - barbudo, blogueiro, rockeiro, mulherengo e sempre tentando parar de fumar ...

Publicado em 11 de outubro de 2014, em Uncategorized e marcado como . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: