Todo poder emana do povo ou da manipulação do povo?

Se brasileiro não fosse obrigado a votar certamente esse país estaria melhor. Podem me taxar de anti-democrático se assim quiserem, mas ao menos tenham a decência de admitir que o povo vota mal pra cacete! Votar no Tiririca como “voto de protesto” é prova cabal disso…

A Justiça Eleitoral brasileira torna o cidadão escravo do seu próprio “direito” de voto. Ao invés de investigar e punir os candidatos que fazem caixa dois e compram votos preferem punir o eleitor que não compareceu nas últimas eleições, pois este preferiu ir à praia, ficar em casa fazendo churrasco ou até mesmo preferiu visitar a sogra do que ir votar.

Exceções à parte é notório que muitos candidatos que foram eleitos nas últimas eleições federais contaram com o não comparecimento duma vasta parcela do eleitorado nas urnas. Foram eleitos pelos seus redutos de militância de base e outros métodos de angariar fundos e votos dos quais resta claro que o Bolsa Família se tornou carro chefe eleitoral.

´vp

Determinadas pessoas  — que se acham bem informadas — não compreenderam quando citei semana passada num debate que cerca de 80 milhões de eleitores em face de outros 50 milhões não corroboram com a tese dos sistemas de transmissão de renda e cotas universitárias para negros. Sem usar nenhum dado estatístico distorcido ou tendencioso creio ser mais ou menos essa a base numérica de cidadãos hoje no Brasil que discordam das políticas sociais de proteção ao cidadão implantadas pelo governo. Esses 80 milhões são a soma daqueles eleitores que ou votaram na oposição capenga ou deixaram de comparecer aos seus distritos eleitorais nas últimas eleições presidenciais e hoje reclamam nas redes sociais e nas ruas do atual governo; enquanto outros defendem com unhas e dentes a presente situação.

Os outros 50 milhões sabidamente são produto de militância de base e uso desses meios de transmissão de renda como aparato e artifício eleitoral em grande parte dos casos. Bastaria fazer uma correlação simples de onde são mais concedidos esses tipos de benefícios para ter um retrato original de como a população, especialmente a mais pobre e desprovida de educação que qualidade, vota e em quem votam e por quais razões votam.

 

Muitos defensores desses programas sociais fecham os olhos e tapam os ouvidos para a realidade de que ainda no Brasil impera de formas variadas o bom e velho sistema político coronelista de voto de cabresto. Exemplo notório disso vem da vasta gama de candidatos da chamada bancada evangélica do Legislativo. Um pastor conservador que aventura-se na política parece querer tanto quanto os outros não evangélicos mais poder e mais dinheiro, pois não bastam mais as velhas ovelhas dizimistas de longo prazo. Afinal de contas, o dinheiro público é uma fonte inesgotável de verbas e desvios devido aos tributos pesados pagos por toda população e isso aliado a corrupção instaurada em cada esfera do poder torna a política um negócio muito mais atrativo do que apenas a fonte de renda dos dízimos. Nesse momento entram em cena outra casta de desavisados e manipulados que são os currais eleitorais de evangélicos que pagam tributo e dízimos e perdem seu dinheiro de ambas as formas por não haver retorno garantido das promessas dos pastores da prosperidade e pastores políticos.

 

Todo esse cenário colabora para o desinteresse de muitos outros cidadãos sobre as questões públicas, sociais e políticas da nação. Preferem deixar de lado esses temas e esquivar-se do voto obrigatório e pagar aquela mísera multa por não comparecer a urna devido estarem exauridos de tanta conversa fiada. Infelizmente até mesmo essa parcela age contra si mesma, pois deixando de se interessar e votar a velha política de sempre que hoje encontrou novos conteúdos e formas de angariar votos e mais manutenção de poder deitam e rolam tripudiando sobre todos de forma desregulada. Então, não venham dizer que “todo poder emana do povo”; pois isso se tornou uma regra nula na atual Constituição.

 

Anúncios

Sobre Aloprado Alonso

O cara mais aloprado da internet - barbudo, blogueiro, rockeiro, mulherengo e sempre tentando parar de fumar ...

Publicado em 21 de julho de 2014, em Política. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: