O Protesto do Busão: Lei da paulada impera as ruas e o povo não se cala!

Vinagre, paulada e mídia vendida para o governo fascista que comanda o aparato policial mais subvertido do universo que ao invés de proteger o cidadão o agride sob falsos pretextos.

Quem participou ou pesquisou a fundo o que ocorreu nos atos públicos contra o aumento das tarifas de ônibus Brasil afora encontrou personagens como um governador alienado e um prefeito acobertado pelo Planalto, ambos tomando  ações e posturas espúrias como pseudo-representantes do povo paulistano, e valendo-se do uso duma truculência policial digna de nota 10 pela Ditadura Militar.

choque

Usurpar do povo o direito de se manifestar como o governo paulista tem tentando fazer é prelúdio e ensaio para implantação duma ditadura e censura contra qualquer pessoa ou movimento que tenha cara e peito de sair às ruas e deixar de lado eufemismos e clichês baratos sobre sociedade e política ditos em redes sociais, rodas de bar e outros centros de discussão sobre política. Chegou a hora do discurso se tornar ação contra a agressão contra a corrupção de valores que impera no nosso sistema social e político.

O povo partiu pra briga, mas para uma briga moral contra um governo que suga do cidadão toda sua capacidade de trabalho e dignidade para sustentar-se corruptamente e imoralmente no poder sob tutela dum curral eleitoral formado por uma casta de ignorantes, estes sim, capazes de depredarem um banco porque não receberam sua mesada eleitoreira.

Esperemos que desse inverno das ruas de São Paulo, Rio de Janeiro e Brasil afora floresça uma Primavera Brasileira que também manifeste-se contra a corrupção, educação e saúde de má qualidade e segurança pública altamente despreparada e mal remunerada para proteger o povo dos verdadeiros bandidos e não fazê-los se tornarem bandidos como a mídia e governo desejam.

O lema fascista: “Tudo no Estado, nada fora do Estado e nada contra o Estado” parece ser o pilar ideológico motor dessa geração de políticos obscurantistas e corruptos que habitam os palácios do poder e detém em suas mãos o monopólio das leis e decisões administrativas e judiciais sobre futuro da nação além do comando duma polícia e mídia subserviente ao interesses de dominação e manutenção da ordem e progresso dos desmandos.

É contra essa parcela de representantes anti-democráticos que o povo tem que sair às ruas e até mesmo se confrontar com a polícia do Estado de cara limpa, peito aberto e ambição de mudar o cenário político nacional do avesso para um novo rumo e patamar de ética e moral nunca antes vistos no Brasil.

Lembrem-se das palavras do poeta que cantava “Que País É Esse”, pois elas são reais hoje mais do que antes!

Nas favelas, no Senado
Sujeira pra todo lado
Ninguém respeita a Constituição
Mas todos acreditam no futuro da nação
Que país é esse?
Que país é esse?
Que país é esse?

No Amazonas, no Araguaia iá, iá,
Na baixada fluminense
Mato grosso, Minas Gerais e no
Nordeste tudo em paz
Na morte o meu descanso, mas o
Sangue anda solto
Manchando os papeis e documentos fieis
Ao descanso do patrão
Que país é esse?
Que país é esse?
Que país é esse?
Que país é esse?

Terceiro mundo, se foi
Piada no exterior
Mas o Brasil vai ficar rico
Vamos faturar um milhão
Quando vendermos todas as almas
Dos nossos indios num leilão
Que país é esse?
Que país é esse?
Que país é esse?
Que país é esse?

Anúncios

Sobre Aloprado Alonso

O cara mais aloprado da internet - barbudo, blogueiro, rockeiro, mulherengo e sempre tentando parar de fumar ...

Publicado em 14 de junho de 2013, em Política, Sociedade. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: