MP apura desvio de recursos emergenciais para carnaval no Nordeste

LEIAM COM ATENÇÃO, E DEPOIS ME DIGAM !!!! É POSSÍVEL ?

Ministério Público Federal vai acompanhar de perto a utilização de recursos liberados para cidades em situação de emergência. O dinheiro pode ser usado sem licitação e muitas vezes desaparece.

Seca histórica no Nordeste ou chuva demais no Sudeste e Sul do país. Tragédias como a da região serrana do Rio de Janeiro, que deixou mais de 900 mortos há dois anos. Desde 2011, o governo federal repassou mais de R$ 300 milhões para cidades que decretaram situação de emergência. Nesses casos, a verba pode ser usada sem licitação.

Muitos prefeitos aproveitam para desviar o dinheiro. São tantas denúncias que o Ministério Público vai criar uma força tarefa para investigar os casos.

Além dos desastres naturais, tem prefeito que usa a situação financeira dos municípios para decretar emergência. Em Alagoas, por exemplo, um terço das cidades está nessa situação.

O prefeito de Estrela de Alagoas, a 150 quilômetros de Maceió, usou o artifício para dispensar licitações. Arlindo Garrote está preso junto com a mãe, a ex-prefeita Ângela Garrote. Eles são acusados pela polícia federal de desviarem mais de R$ 1 milhão.

No Piauí, prefeitos usaram o estado de emergência para reservar dinheiro para o carnaval.

Anúncios

Sobre Aloprado Alonso

O cara mais aloprado da internet - barbudo, blogueiro, rockeiro, mulherengo e sempre tentando parar de fumar ...

Publicado em 16 de fevereiro de 2013, em Sociedade. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: