A dieta bege

Hoje conversando com o bom baiano Leonardo Vaz sobre a péssima tendência atual da alimentação do brasileiro foi citado dois problemas primordiais:

– Falta de tempo para comer um prato completo com todos os nutrientes e de forma saudável sem pressa, saboreando a comida.

Esse elemento pressa aliado a compromissos cotidianos fizeram proliferar os hábitos de um cafezinho ali, uma bolachinha e sanduichinho acolá, ou seja essas comidinhas rápidas que enchem o bucho, mas não sustentam devidamente, pelo contrário causam estragos e geram distúrbios metabólicos.

Isso nos leva ao segundo ponto:

– A dieta bege, em geral das crianças fascinadas por lanches e batatas fritas e salgadinhos de milho e refrigerantes. Todos conhecem o cardápio do pão com hambúrguer e queijo e quiçá uma salada agrotóxica e maionese aliada ao Milk shake e horas de Playstation depois dessa bomba calórica.

Não é a toa que os gordinhos de hoje serão os cardiopatas do futuro.

Reeducação alimentar seria a solução, mas reeducação alimentar não freia uma sociedade consumista de calorias desnecessárias em excesso. Afinal de contas não se tem em todos lugares uma venda de frutas e sucos naturais, a dita culinária natureba em larga escala.

Em grandes proporções vemos carrinhos de hot dog, lanchonetes e bandeijões de comida por kilo e vendedores de churrasquinho de gato vendendo carne mal passada e possivelmente contaminada por bilhões de bactérias a preços módicos.

Outra lebre levantada foi a “americanização do cardápio brasileiro”. Respondam-me: Bacon num virado a paulista é o que ora bolas do meu saco?

Daqui a pouco a dieta do Phelps estará inclusa na merenda escolar definitivamente e adeus arroz doce e sopa com vitaminas e leitinho, e welcome panquecas, waffles bacon e ovos e refrigerantes.

Outra nuance desse assunto é o famoso “arroz brilhante”. Sabe aquele arroz feito com excesso de óleo de soja que chega a estar lustroso no prato? O uso calamitoso de frituras na culinária habitual também deveria ser repensado, pois o que há de mal com os grelhados e assados?

Para finalizar diria que precisamos de reeducação física. Nessa sociedade cheia de i-pads, i-phones e notebooks e aplicativos e redes sociais e outras parafernalhas digitais a única forma de musculação tem sido a dos dedos e não a do resto do corpo.

Anúncios

Sobre Aloprado Alonso

O cara mais aloprado da internet - barbudo, blogueiro, rockeiro, mulherengo e sempre tentando parar de fumar ...

Publicado em 26 de setembro de 2012, em Comportamento. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: